45 anos do Golpe Militar no Brasil

Dando um intervalo nas postagens sobre a série televisiva O Guia do Mochileiro das Galáxias para escrever sobre um assunto bastante sério, embora aparentemente muito distante no tempo. Hoje, 1º de abril de 2009, completam 45 anos do Golpe Militar no Brasil.

A percepção de distância em relação ao dia em que o país acordou sob um regime ditatorial é válida, afinal são 45 anos. No entanto, as gerações ainda estão bastante contaminadas pelos anos do regime militar. Muitas questões ainda estão em aberto:

Os corpos dos desaparecidos, onde estão enterrados? (se é que foram enterrados) – porque já não há mais dúvida de que estão mortos, mas para não ser generalista digo que pelo menos a maioria dos desaparecidos morreram durante o processo ditatorial instalado no Brasil durante duas décadas.

Um pedido de desculpa por parte do Exército Brasileiro pelos anos de horror e sofrimento que muitas famílias, indivíduos e organizações políticas e culturais passaram. Pelos mortos e pelas tantas barbáries cometidas.

A abertura dos arquivos da ditadura.

Operação Condor.

Além disso, a ditadura deixou inúmeros resquícios na sociedade brasileira. Um deles é sem sombra de dúvidas a repressão policial e o uso de instrumentos de tortura por parte da polícia (antes escondido dentro das instalações da polícia, hoje visível nas ruas de todo o país).

E recentemente as discussões sobre a ditadura fervilharam (ganhou até ato público). O editorial da Folha de São Paulo do dia 17 de fevereiro designou os anos de opressão política, policial, de direitos civis e políticos, de censura, torturas e desaparecimentos como ditabranda. Deixo claro minha posição em relação a esse publieditorial:

Ditabranda é o catzo!

Ilustração de Carlos Latuff

 E por tudo isso que é sempre importante repetir:

Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça!

Deixe um comentário pelo Facebook

Written by

Cat lady, bookworm, roller derby, vegan, professora de história, amante de histórias. apaixonada por cinema, séries e tem uma baita queda por histórias de zumbis.

3 comments / Add your comment below

- Todos os comentários passarão por moderação antes de aparecer publicamente no blog, dessa maneira espero organizar melhor a interação com os leitores e minimizar o problema de comentários que acabam ficando sem resposta.

- Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos.

- Comentários ofensivos, escritos totalmente em letras maiúsculas, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.

- Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.

  1. perguntarei pra quem entende de história:

    pq em alguns lugares [me refiro a livros e publicações] se comemora [de ter memória] no dia 31 de março??

    sempre tive essa data como “dia do” golpe civil militar.

    1. @Ju Soska, tudo bem?

      Pois é, a data oficial do Golpe Civil Militar (como muito bem lembraste) é no dia 31 de março. Mas essa data é uma data instituída pelos próprios militares. O golpe se deu na madrugada do dia 31 para o dia 1º, portanto no dia 1º.

      Como a coincidência com o dia dos bobos não é muito feliz, oficilamente se fala em 31 de março.

      Beijos

Deixe uma resposta

CommentLuv badge

%d blogueiros gostam disto: