Assista: trailer de O Hobbit

Saiu, finalmente saiu. Estou me controlando muito para não escrever apenas interjeições e monossílabos, ou tudo em maiúsculo ou com as letras repetidas várias e várias vezes, pois é assim que estou me sentindo. Não acreditei quando vi a primeira vez e pode acreditar, já vi mais de cinquenta vezes o trailer de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada. Agora é pra valer, O Hobbit não está mais distante. As gravações estão ocorrendo há alguns meses, mas até então eu não tinha nada de concreto para me segurar. Fotos e filmes sobre as filmagens saiam quase que diariamente, mas nada é tão concreto quanto um trailer. Bom chega de jogar conversa fora e bora assistir o trailer mais aguardado de 2011!

[youtube1]uVDYKBEKfjI[/youtube1] Link direto para o vídeo no Youtube

“O Hobbit: Uma Jornada Inesperada” já tem logotipo nacional

A Warner Bros já divolgou o título oficial das duas partes d’O Hobbit no Brasil: O Hobbit: Uma Jornada Inesperada e O Hobbit: Lá e de Volta Outra Vez que têm estreia prevista para 14 de dezembro de 2012 (1ª parte) e 13 de dezembro de 2013 (2ª parte). Já estou fazendo uma corrente de pensamentos positivos para que nada atrase essas datas, porque a ansiedade é grande.

Mas não é só isso, a Warner também divulgou o logotipo brasuca para a primeira parte! Dá um gostinho de quero mais ver esse logo…

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

Fonte: Cinepop e Valinor.

Harry Potter, the end.

Harry Potter collection

Eu já contei por aqui que sou apaixonada por Harry Potter e como isso aconteceu: tardiamente e depois de um longo período de preconceito literário com os livros de J. K. Rowling. Contei que li os sete livros em dois meses, que devorei cada página e saboreei cada aventura e prova de amizade do trio Harry, Hermione e Rony, que me diverti com Snape, que chorei com eles, com cada morte. Nessa aventura de sete anos e sete livros dos bruxos e dos trouxas eu embarquei muito recentemente. E mesmo assim me apaixonei de tal forma que posso me considerar uma fan. Quando comecei a ver os filmes, logo depois de ter lido os livros, achava cada um melhor que o outro. Que eles conseguiam transpor para a tela todos os sentimentos que tinha com as páginas dos livros.

Ler o sétimo e último livro deixou uma saudade imenso de todos os personagens, da narrativa gostosa e dos cenários fantásticos, de Hogwarts e de tudo o mais. E depois, com os filmes, podia suprir a falta que cada uma dessas coisas me fazia. Nesse meio tempo ganhei camiseta de Hogwarts, comprei os livros dos animais fantástico e o manual de quadribol. E então veio o sexto filme, o primeiro deles que vi no cinema, e a certeza de que o fim estava próximo deixava o sentimento nostálgico ainda maior. Com a primeira parte do sétimo filme fiquei arrepiada, emocionada e ainda mais nostálgica. Yates fez um belo trabalho e deixou a promessa de um final arrasador para a saga de Harry Potter.

E eis que dia 15 de julho de 2011 alternava entre “está demorando demais para chegar” e “não quero que chegue, assim não acaba”. E o dia chegou. Na terça-feira anterior a estréia eu fui na bilheteria do cinema em São Leopoldo para comprar ingressos para a estréia. Não tinha mais como, não tinha lugar. (só lá na primeira fileira ou um que outro com péssima localização). Eu e o Ju resolvemos comprar para o sábado. Mais um dia esperando não mataria ninguém. O sábado veio. E a ansiedade era enorme. Fomos para o cinema, que mesmo com lugar marcado no ingresso, fez fila para organizar a entrada de tanta gente na sala de exibição.

Começou o filme e fiquei realmente muito emocionada. Na primeira metade do filme já estava chorando, copiosamente, como disse a menina na fileira de trás. As mortes de Remo, Tonks e Fred me deixaram muito, muito triste. Mas nada superou a morte de Snape, meu personagem favorito da série (seguido de perto por um empate entre Rony e Hermione) desde o primeiro livro (antes de saber de seu passado). E Harry na Penseira vendo as motivações de Snape, tudo o que ele fez, e o porque do que fez, me deixaram em frangalhos. E o filme terminou e continuei chorando. Fiquei na sala do cinema até a última letrinha, até o símbolo da Warner aparecer. Foi uma despedida e tanto. Nem queria ver minha cara no espelho depois de tudo aquilo. Devo ter ficado inchada, vermelha, os olhos cheio de lágrimas.

A saga no cinema terminou com chave de ouro.  Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte II é muito, mas muito bom mesmo. E quem tem uma ligação sentimental com toda a série, como eu, gostou ainda mais. O certo é que podemos dizer que terminou, é o fim, não serão feitos mais filmes, não serão escritos mais livros (quem sabe…). Mas eles ainda estão aí. É sempre possível voltar e ler de novo, rever todos os filmes, fazer maratona. E tem o Pottermore, para amainar a nostalgia. Muito obrigada Harry, Rony, Hermione, Snape, Dumbledore e J. k. Rowling, por tudo, por esse mundo fantástico que conheci e passei a amar.

Assista Zombies Infect Lego City

Eu amo lego, quando criança eu tinha um jogo dos coloridos e ainda guardo um todo cor de rosa que montava uma linda casinha de bonecas. Mas o tempo passou e os interesses mudaram e hoje os legos são cheios de conjuntos diferentes, de Star Wars a Harry Potter. E tem ainda aquelas pessoas criativas e cheia de habilidades manuais que criam diversas coisas, de cenários a curta-metragens, usando os famosos pinos lego.

E se misturar lego com zumbi temos uma combinação épica! E foi o que o Tomjoetwins fez. Ele fez uma animação na qual uma infecção se espalha em uma Lego City e os zumbis se multiplicam de forma desenfreada. Lego City sobreviverá? Assista Zombies Infect Lego City.

[youtube1]SIxNiAFUCXM[/youtube1] link direto

Publicado originalmente no MOZW.

VII Fantaspoa

VII Fantaspoa

Faz sete anos que Julho é um mês super importante no calendário de Porto Alegre por conta do Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre. O cresce a cada ano, seja em importância ou no interesse do público. Eu faço questão de participar do evento, pois além de gostar imensamente da proposta, sou fã dos gêneros apresentados no festival: ficção científica, fantasia e horror.

Hoje começa a sétima edição do festival e eu já estou escolhendo as sessões que vou assistir. O Fantaspoa está repleto de filmes que provavelmente não voltarão a ser exibidos nos cinemas daqui, e todos os títulos serão apresentados no máximo duas vezes durante o evento. Oportunidades quase únicas! Então é melhor garantir os ingressos chegando cedo (ou no caso dos filmes exibidos na Sala Santander, comprar antecipadamente).

Na página oficial do evento é possível conferir a programação completa, os convidados, as atividades paralelas e outras informações. Então acessa: Fastapoa.com

Fantaspoa também está no twitter – @fantaspoa – e no facebook.

Serviço:
VII Fantaspoa
De 01 à 17 de Julho de 2011
Exibição de filmes nas sala Cine Bancários, Cine Santander Cultural e Cinemateca Paulo Amorim.
Ingressos: preço único de R$ 5,00

E hoje tem a abertura do festival com o filme “A noite do chupa-cabras”, sendo exibido pela primeiríssima vez ao público!
Local: CineBancários, no Sindicato dos Bancários.
Horário: 21h15 – Exibição do filme. Às 20h45, coquetel para todos os presentes.
Valor: R$ 5,00 (cinco reais).