Arquivo

Na Intimidade

Posts em Na Intimidade.

The end of an era, and the beginning of another

No último fim de semana finalizei o trabalho de conclusão de curso para obter o grau de licenciada em História na UFRGS. Pois bem, de agora até fevereiro de 2011, quando houver a cerimônia de colação de grau e finalmente ter obtido meu diploma de graduação, vivenciarei um período de transição, adaptação. Então, terei completado um ciclo que durou sete anos.

Sete anos desafios e escolhas. Sete anos, duas universidades, uma graduação e muitos amigos, aprendizados e experiências. Agora vivo a nostalgia. Todas as noites, antes de dormir, lembro dos momentos, bons e ruins, que vivi ao lado dos colegas e professores. Das provas, trabalhos, bolsas de pesquisa e estágios. Tudo isso fez parte da fase mais marcante da minha vida.

É o fim de uma era. Em fevereiro começa outra: com a procura por emprego, agora com o diploma (chega de estágio!), a vida adulta de verdade, sem a desculpa de ser estudante, novos desafios, novas escolhas, novos aprendizados, novas experiências.

Sobre o TCC, bom, finalizá-lo foi um alívio, uma alegria muito grande. Ver que eu produzi um trabalho sobre um assunto que gosto muito e que a partir dele muitos outros virão. Afinal esse é o primeiro de muitos, como diz meu orientador. Foi com muita satisfação e lágrimas nos olhos que apertei pela última vez (antes da revisão do orientador, é claro) o botão de salvar no Open Office.

Nessa noite terminei a revisão depois das correções do orientador. Agora é imprimir, mandar para banca e esperar até o dia 07 de dezembro, quando farei minha defesa.

Ficou o alívio, a saudade e um trabalho para a vida toda.

O TCC com as correções do orientador

Dica para o dia dos namorados de quem passou o diabo para descobrir o que fazer

Amanhã é dia dos namorados, e no meio de tantas tarefas e leituras precisei encontrar um tempo e preparar algo para comemorar como o Juliano. Foi bem complicado, porque além do tempo escasso lutei contra a falta de dinheiro.

Não fosse a ajuda valiosa de amigas queridas eu estaria hoje totalmente desesperada com o que fazer. Acabei optando por algo simples e relativamente barato. Saí ontem acompanhada de uma amiga super disposta a ajudar e fomos ao mercado público comprar queijos e um vinho. Ela foi para me ajudar a escolher, porque apesar do paladar refinado (O.o) eu desconheço um pouco os preços e me deixo enganar facilmente.

Minha opção foi por uma noite descomplicada, com pouca variedade nos queijos (pelo quesito economia mesmo) e apenas um tipo de vinho. O importante é que os queijos combinem com o vinho. Se você quiser preparar algo mais elaborado existem muitos (mas muitos mesmo) blogs especializados e pessoas que entendem do assunto que publicam dicas valiosas sobre a preparação, a combinação e ajudam bastante na escolha dos queijos e dos vinhos.

Algumas páginas que podem ajudar:

O melhor de tudo é que a noite de amanhã sairá por menos de R$ 40,00 e teremos três variedades de queijos e um vinho chileno delicioso. Agora é só encontrar velas cheirosas e fazer uma seleção musical que o clima romântico estará pronto para uma noite queijos e vinho.

Então fica a dica: queijos e vinhos são sempre uma boa pedida para momentos de desespero financeiro total e são sempre românticos. Mas um conselho, pesquise preço e opte por mercados públicos e feiras que sempre possuem variedade e preços muito menores que as redes de supermercado.

Queijos e vinhosFonte da imagem: Madame Excêntrica

Sobre porque não vou no Show da Cat Power

Eu não sou uma pessoa que frequenta shows. Por dois motivos bem simples: são caros (e eu não tenho dinheiro) e eu não me sinto bem em multidões, minha altura inviabiliza minha respiração no meio de tanta gente maior que eu bloqueando a livre circulação do ar, além da visão restrita que minha pequenez proporciona).

No entanto, alguns espetáculos me são caros. Hoje, por exemplo, acontecerá um show aqui em Porto Alegre que gostaria muito de ver. Cat Power se apresentará no Opinião e esse é um dos poucos shows da temporada que me atraem. Gosto muito da guria e de suas músicas e não creio que a casa lote por ela. Enfim, a estrutura do lugar permite que eu possa assistir ao espetáculo do conforto de uma cadeira, com uma mesa de apoio em minha frente.

E mais uma vez terei que declinar. Não possuo a bagatela exigida para entrar no espaço para no máximo duas horas de deleite. Isso não é motivo para estragar meu dia, mas posso dizer que fiquei bem chateada.

Saldo do Natal

Depois de um Natal maravilhoso com namorado e família, compareço apenas para compartilhar os presentes que ganhei. Amei todos.

Presentes de Natal 2009

  • Conjuntinho de pijama com estampa de gata (apaixonada por gatos que eu sou, só posso ter amado!);
  • Blusinha rosa bem simples;
  • Sabonete Nativa Spa d’Boticário de Hortelã;
  • Bonequinha de pano;
  • Sandália Ipanema Gisele Bündchen;
  • Sandália Ilhabela;
  • Coraline (Neil Gaiman);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – Até Mais e Obrigado Pelos Peixes (Douglas Adams);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – A Vida, O Universo e Tudo Mais (Douglas Adams);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – Praticamente Inofensiva (Douglas Adams);
  • Box 1ª Temporada de The Big Bang Theory;
  • DVD Orgulho e Preconceito;
  • DVD Desejo e Reparação;
  • DVD Eleição;
  • DVD Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças.

E ainda falta chegar a encomenda da mamãe, com a coleção completa de O Tempo e o Vento (Erico Veríssimo)!

Dia dos Namorados – Casal perfeito

Hoje é Dia dos Namorados, muitos casais farão programas românticos: jantar, filme, motel. A escolha é livre.

E eleger o casal mais perfeito é muita responsabilidade. Não prometi parcialidade. E como estou muitíssimo apaixonada, em um namoro de quase um ano e apenas momentos felizes e lindos eu elejo como o casal da vida real mais perfeito de todos:

Daniela e Juliano 3

Daniela e Juliano <3

Um viva ao amor. E mesmo que essa data seja uma criação do sistema capitalista para obrigar os casais a trocarem presentes e fazer com que as empresas lucrem muito mais e blá blá blá, eu adoro dar e ganhar presentes.

E eu só tenho a agradecer. Foram os meses mais felizes, os mais românticos. Obrigada amor, por tudo.

Memória com cheiro

Eu não sei como é para as outras pessoas, mas eu tenho algumas memórias que associo sempre que sinto determinado cheiro. Ou ainda quando lembro de algo sinto o cheiro relacionado.

É assim com uma das minhas memórias de infância. Quando eu tinha uns seis anos eu morava em Caxias do Sul. E minha vó morava comigo. Ou eu, minha mãe e meu irmão morávamos com minha avó. Tanto faz. Lembro de uma guloseima especial que era resultado de uma pequena travessura.

Eu tinha uma espécie de ritual infantil. Uma pequena transgressão que cometia todas as tardes. Quando minha avózinha ia dormir, fazer a sesta costumeira depois do almoço, ela ouvia um programa em alguma rádio AM com uma música instrumental bem característica. Esse era o sinal de que a cozinha estava vazia. Esperando minha entrada sorrateira.

E a travessura não era nada demais. eu simplesmente assaltava o armário. Pegava uma fatia dos deliciosos pães caseiros feitos por minha vó e derramava uma porção bem generosa de mel sobre a o pão. Eu sempre sinto o cheiro inconfundível do mel quando escuto a tal música e lembro das travessuras de criança. Quase sinto o gosto do pão feito em casa. Sovado. Era realmente delicioso.

Hoje em dia minha vó já não pode mais fazer seu delicioso pão, bem como outras tantas comidas que ela costumava preparar devido ao seu estado de saúde. Mas todas elas estão lá, ao lado do pão com mel, bem guardadas na memória.

Sinto saudade todos os dias do tempo em que eu a via preparando seus pães, bolos, doces e outras tantas delícias. Seu legado ficou com minha mãe, que aprendeu muitas receitas. e aospoucos vou aprendendo também. Assim a culinária que eu apreciava na infância não ficará apenas na minha memória.

E o pão com mel é uma das coisas que mais gosto até hoje. Pão caseiro, de preferência. Agora o de minha mãe.