O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 02 (retroativo)

Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá?
(Fale um pouco sobre eles)

O último livro que eu li foi hoje de tarde, um livro infantil muito lindo: Adivinha quanto eu te amo, de Sam McBratney. O livro, ricamente ilustrado, conta a história de dois coelhos, pai e filho, tentando medir o amor que sentem um pelo outro. É tão bonita a história, fiquei até emocionada lendo aquele livrinho de 32 páginas.

E o próximo que eu vou ler (descontando as leituras em andamento) será Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf. Lerei para uma aula da faculdade, mas a verdade é que tenho esperado a oportunidade para ler Virginia Woolf faz tempo. Agora que ela apareceu, unirei o útil ao agradável (este ditado não cabe completamente aqui, porque ler é sempre útil!).

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 31

Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou?
(Fale sobre ele)

A Rainha do Castelo de Ar, Stieg Larsson

Nesse ano eu li muito livro bom. Fica difícil escolher um só. Mas como é preciso, vou ficar com um que devorei em poucos dias, que marcou o final de uma trilogia que eu simplesmente me apaixonei e com a personagem mais marcante do ano: A rainha do castelo de ar (Millennium #3), de Stieg Larsson. Uma narrativa clara, concisa, de tirar o fôlego e de uma evolução surpreendente, A Rainha do Castelo de Ar é o mais longo dos livros da Trilogia Millennium e pode até intimidar alguns leitores pelo tamanho, mas certamente conquistou minha admiração. Sua leitura despertou em mim, além de um sentimento agradável que se apoderou do meu ânimo ao ler um livro extraordinário, uma angustiosa e deliciosa expectativa sobre o que poderia acontecer. Cada palavra, cada frase, tinha um porquê e levava a um questionamento sobre os caminhos e decisões a serem tomados pelos personagens.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 21

Quanto tempo em média você demora para ler um livro?

Time of your life - by We Walk Alone on FlickrCrédito da imagem: We Walk Alone – Flickr

Depende. Se eu gosto muito de um livro sou capaz de ler 600 páginas em um dia e meio. Se eu não tenho muito tempo, até uma semana. Agora, se eu não gostei do livro, pode durar mais de mês o tempo de leitura. Sem contar que muitas vezes estou lendo mais de um livro e de vez em quando priorizo um em detrimento de outro demorando mais para terminar.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 20

Morte e vida severina e outros poemas para vozesVocê gosta de poesias?
(Qual o seu poeta ou poema favorito?)

Serei muito sincera aqui, eu não sou muito fã de poesia. Um pouco porque não tenho o costume de ler e também porque dificilmente eu leia uma poesia que realmente goste. E falo aqui não do mérito dos poetas, mas da maneira como ela me tocou. Sendo assim, fica difícil dizer qual meu poeta favorito. Posso apenas citar alguns dos que eu gosto, como Augusto dos Anjos e Fernando Pessoa. E recentemente li um livro de poesias que eu gostei bastante, que é o Morte e vida severina e outros poemas para vozes, do João Cabral de Melo Neto, que contém um dos trechos mais lindos que eu já li da Literatura Brasileira.

Somos muitos Severinos
iguais em tudo na vida:
na mesma cabeça grande
que a custo é que se equilibra,
no mesmo ventre crescido
sobre as mesmas pernas finas
e iguais também porque o sangue,
que usamos tem pouca tinta.
E se somos Severinos
iguais em tudo na vida,
morremos de morte igual,
mesma morte Severina:
que é a morte de que se morre
de velhice antes dos trinta,
de emboscada antes dos vinte
de fome um pouco por dia
(de fraqueza e de doença
é que a morte Severina
ataca em qualquer idade,
e até gente não nascida).

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 19

Qual é o livro que você leu, gostou e recomenda para todo mundo ler também?

A Criança RoubadaSão muitos os livros que recomendo altamente, claro. Posso sugerir toda a trilogia O Senhor dos Anéis, sem sombra de dúvidas, mas estava pensando em algo diferente. Hoje eu recomendo A Criança Roubada, de Keith Donohue. Esse livro me pegou de jeito mesmo! Uma narrativa que me fisgou logo nas primeiras páginas e de um dinamismo, um detalhismo e uma criatividade maravilhosos. A Criança Roubada é um conto de fadas, mas ele é diferente de todos os contos de fadas que eu já li (não que eu tenha lido muitos). Ele é quase um drama, uma história difícil e profunda.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.