Arquivo

Blogosfera

Posts em Blogosfera.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 17

Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando. (Fale sobre ele)

Um livro que eu queria muito ler, estava sempre procurando informações sobre ele e tinha muitas expectativas sobre foi Morgan: O Único, de Douglas Eralldo. Pela sinopse eu esperava um livro incrível, afinal como um livro sobre zumbis poderia ser ruim? Pois a decepção foi muito grande. Apesar do assunto que me fascina, eu não apreciei o livro como gostaria. Como fã de zumbis, achei a história mal contada, sem motivação e sem a adrenalina típica das histórias de mortos-vivos. O livro tem seus méritos e suas desculpas, mas mesmo assim foi uma decepção para mim. Eu entendo que é o primeiro livro do autor e ressalto a originalidade e a potencialidade dele, mas acho que faltou maturar um pouco mais a ideia e o próprio texto.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 16

Cite um livro que você achou que não iria gostar e acabou adorando. Fale sobre ele.

Harry Potter

Eu já contei por aqui a minha saga com Harry Potter. Fato é que não lembro de outro livro tão marcante que eu tenha lido e tenha gostado tanto mesmo depois de ter dito que não gostaria. Eu achava que era ruim mesmo, que era literatura de massa – termo que hoje eu não gosto e não uso mais – e que não possuía nenhuma qualidade literária. Ledo engano. Depois de por as mãos e os olhos no primeiro livro eu não conseguia mais parar de ler. Li os sete de uma tacada só, dois meses e um tantinho para ler a saga inteira. Acabei vendo todos os filmes e virando uma Pottermaníaca tardia. Só tenho a agradecer ao Juliano pelo incentivo. Sem ele eu talvez jamais leria os livros e estaria perdendo uma das coisas mais bacanas que já li.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 15

Qual é o seu vilão literário favorito? Por quê?

Anthony Hopkins como Hannibal Lecter no filme O Silêncio dos Inocentes de 1991

A galeria de vilões fantásticos é imensa, mas alguns me impressionaram mais do que outros, não há como negar. Então, o prêmio de “meu vilão favorito” vai para Hannibal Lecter, que em O Silêncio dos Inocentes de Thomas Harris me deixou muito impressionada. No livro o vilão a ser combatido não era ele, mas o assustador Buffalo Bill, que me deixou apavorada no trecho em que ele confronta a detetive Clarice Starling, mas Lecter tem um papel fundamental para a trama e tudo o que ele fez foi impressionante. Sem contar que ele é canibal, o que é por si só uma vilania e tanto e é muito, mas muito inteligente, fazendo coisas inacreditáveis. Eu li esse livro em 1998, mas me marcou tanto que eu não conseguia pensar em outro vilão para colocar aqui.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 14

Se você pudesse fazer uma pergunta para o seu escritor preferido (vivo ou morto), qual seria o escritor e qual seria a pergunta?

J. R. R. Tolkien

Eu faria uma pergunta para Tolkien. E a pergunta seria: Tu gostarias de viver na Terra Média e conviver com seus personagens? Uma pergunta boba, é claro, mas que desperta minha curiosidade, pois eu adoraria viver na Terra Média ao lado daqueles seres fantásticos (no sentido seres fantasiosos e por serem incríveis). Será que o Tolkien gostaria de conviver com sua criação ou ele preferiria manter o distanciamento das páginas dos livro (na medida do possível, pois as páginas são portais da imaginação)?

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 13

Se você pudesse trocar de lugar com o personagem de um livro, qual seria? (Que história dessa personagem você gostaria de viver?)

Lisbeth Salander no filme suéco

Já começo com uma pergunta difícil. Pensei em todas as histórias que sou apaixonada e considerei ser uma personagem de Harry Potter, de O Senhor dos Anéis, de Doctor Who (tem livros!), de As Crônicas de Nárnia, de Jane AustenO Tempo e o Vento. Mas aí eu lembrei da trilogia Millennium, do suéco  Stieg Larsson, e de como Lisbeth Salander me impressionou. Acredito que se pudesse trocar de lugar com uma personagem da literatura seria com ela. Lisbeth é MUITO inteligente, característica que eu prezo por demais nas pessoas, tem memória visual – algo que eu acho interessantíssimo -, não tem medo de nada, é durona e além de fazer de tudo com o computador (desejo) ela quer acabar com o sistema. Rola uma identificação muito forte. Mesmo que ela tenha sofrido de um tudo nos livros, ela não deixou nada barato, foi atrás e se vingou bonito. Eu adoraria ser durona, desvendar grandes esquemas e investigar a fundo crimes do governo como ela.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

O Meme Literário de Um Mês 2011

Meme Literário de Um Mês

A Tábata do blog Happy Batinha está promovendo a segunda edição do Meme Literário de Um Mês 2011. E ela resolveu que esse será um evento anual, bacana né?! No ano passado eu não participei, porque… Ah, nem me lembro mais porque não participei. Mas o importante é que estou iniciando minha participação agora.

O que é: O Meme Literário de Um Mês é uma série perguntas relacionadas ao mundo literário que deverão ser respondidas uma por dia.

Quando é: de 01 de Outubro de 2011 a 31 de Outubro de 2011.

Como é possível perceber, eu estou atrasada. Ainda não decidi se respondo ou não as perguntas que já passaram, mas a partir de hoje responderei as perguntas restantes até o final do mês.

Se interessou? Ainda dá tempo de participar. Basta ir lá no blog da Tábata e saiba como participar, responda e poste. E tem incentivo viu, no final do meme ela sorteará um mimo surpresa para quem participar. Corre!

As perguntas:

Dia 01 – Que livro que você está lendo? Sobre o que é? Onde você está? Você está gostando?
Dia 02 – Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá? Fale um pouco sobre eles.
Dia 03 – Você lê resenhas de livros? Elas influenciam na escolha de um livro? Ou na opinião que você tinha sobre um livro lido?
Dia 04 – Onde você gosta de ler? No sofá? Na cama? No ônibus? O lugar onde você costuma ler é o lugar onde você gosta de ler?
Dia 05 – Você costuma abandonar a leitura de um livro? Você está no meio da leitura de um livro, só que está odiando. É chato, sem graça, mal escrito… O que faz? Larga-o na mesma hora ou persiste até o final?
Dia 06 – Quem (ou o quê) inspirou seu amor por livros? Conte como foi.
Dia 07 – Você costuma emprestar ou pegar livros emprestados? Sim? Não? Por que?
Dia 08 – Quantos livros você tem? Qual o autor que você tem mais livros? Fale um pouco sobre isso.
Dia 09 – Você costuma ficar com todos os livros que compra? O que faz com aqueles que não gosta? Troca? Dá? Fica?
Dia 10 – Se você pudesse escolher um único livro para ganhar/comprar até o final do ano, qual seria?
Dia 11 – Cite um livro que fez você rir. Fale um pouco sobre ele.
Dia 12 – Se você pudesse conhecer um lugar/mundo que só existe nos livros, qual seria? Por que?
Dia 13 – Se você pudesse trocar de lugar com o personagem de um livro, qual seria? Que história dessa personagem você gostaria de viver?
Dia 14 – Se você pudesse fazer uma pergunta para o seu escritor preferido (vivo ou morto), qual seria o escritor e qual seria a pergunta?

Dia 15 – Qual é o seu vilão literário favorito? Por que?
Dia 16 – Cite um livro que você achou que não iria gostar e acabou adorando. Fale sobre ele.
Dia 17 – Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando. Fale sobre ele.
Dia 18 – Você lê livros que não são para sua idade? Como livros infanto-juvenis ou YA para quem é adulto, ou livros adultos para quem é adolescente.
Dia 19 – Qual é o livro que você leu, gostou e recomenda para todo mundo ler também?
Dia 20 – Você gosta de poesias? Qual o seu poeta ou poema favorito?
Dia 21 – Quanto tempo em média você demora para ler um livro?
Dia 22 – Cite um ou dois livros com títulos que você acha interessante. Você costuma escolher livros pelo título?
Dia 23 – Você costumar ler e-books? Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?
Dia 24 – Você lê um livro por vez ou gostar de alternar a leitura em dois ou mais livros?
Dia 25 – Tem algum livro que você tenha mais de uma edição do mesmo? Se sim, por que?
Dia 26 – Qual o maior (em número de páginas) livro que você já leu? Quanto tempo demorou? Fale sobre ele.
Dia 27 – Você costuma fazer anotações enquanto lê? Se sim, onde? A ideia de fazer anotações no próprio livro lhe assusta?
Dia 28 – O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura? Para para procurar no dicionário? Anota para procurar depois? Ou tenta deduzir seu significado pelo contexto?
Dia 29 – Quantos livros em média você costuma comprar por mês? Você costuma comprar livros em sebos, ou prefere as livrarias? Compra muito pela internet?
Dia 30 – Qual foi o último livro que você comprou? Fale sobre ele.
Dia 31 – Qual o livro que você leu esse ano que mais gostou? Fale sobre ele.

Zumbis: blog temático e livro

Ainda não contei por aqui, mas desde 2010 eu e a Anica, do Hellfire Club, estamos com um blog novo chamado Ministry of Zombie Walk. Um blog temático sobre zumbis. Eu estava com vontade de criar um blog apenas sobre zumbis há bastante tempo, mas nunca tinha tempo. Um dia twittei algo como: Há tempos tenho vontade de criar um blog sobre zumbis, hoje em dia já não é mais novidade.

A Anica respondeu que sentia o mesmo e combinamos de criar o tal blog. Conversa vai, conversa vem, nasceu o MOZW! Não deixe de visitar e deixar seu comentário.

MOZW - Ministry of Zombie Walk

E a seguir o post mais recente que publiquei por lá:

A Editora Barba Negra está promovendo uma semana zumbi por ocasião do lançamento do livro Zumbis – o livro dos mortos, do jornalista Jamie Russell, no qual o autor se propôs a analisar os filmes do gênero desde seus primórdios. São mais de 400 páginas fartamente ilustradas.

O autor nasceu nos EUA, em 1974. Sua paixão por zumbis remonta a adolescência, então nos anos 80’s. Russell começou sua pesquisa acerca do tema oficialmente em 2000, e a primeira edição de  Zumbis: The Book of the Dead é de 2005. E ele a ideia de que os zumbis são utiliados como metáforas para os medos e problemas socias em épocas distintas é utilizada por ele.

Já a edição brasileira – com tradução de Érico Assis e Marcelo Andreani de Almeida – traz um capítulo extra, escrito por Antônio Tibau. Nesse capítulo Tibau incluiu a produção brasileira do gênero.

Esse livro é leitura obrigatória para todos os amantes dos mostos vivos, comedores de carne. Veja o booktrailer: