Arquivos

Blog

Welcome to my blog

Filmes e séries

O terror de Sam Raimi

Sam Raimi está na boca do povo com seu novo longa de terror Arraste-me Para o Inferno (Drag Me to Hell; EUA; 2009) Que estreou em terras tupiniquins apenas na última sexta-feira – lá pelas bandas do Tio Sam a estréia foi em Maio. Eu ainda não pude ver o tão comentado filme, mas óbviamente já vi o trailer e fiquei bastante interessada.

E em um dos trailers uma frase me chamou a atenção: “do mesmo diretor de Homem Aranha“. Tudo bem que Homem Aranha (pelo menos os dois primeiros) são bem bacanas e tal, mas porque diabos este anúncio? Homem Aranha não é o tipo de filme que creditaria alguém para fazer um bom filme de terror. Por que não anunciar assim: “do mesmo diretor de Uma Noite Alucinante“? Seria mais apropriado.

E como a primeira trilogia eu vi (não, não foi Homem Aranha), vou falar sobre os filmes que credenciam Sam Raimi para fazer filmes de terror.

A Morte do Demônio / Uma Noite Alucinante – Parte 1 – Onde Tudo Começou

(The Evil Dead; Dir: Sam Raimi; EUA; 1981) ****/*****

Uma Noite Alucinante é o primeiro filme da trilogia dirigida por Sam Raimi e é um dos maiores representantes de um dos sub-gêneros do cinema de horror, os filmes de “violência explícita”, ou seja, filmes cujos roteiros procuram mostrar o horror de forma mais crua e direta ao invés de usar da sugestão para assustar o espectador. O objetivo não é apenas assustar, é também enojar o público. Cheio de clichês (jovens que vão para um lugar isolado na floresta, instalando-se em uma casa aparentemente abandonada que acidentalmente invocam o demônio) e muito sangue falso, tripas e partes do corpo decepadas, este é o mais assustador dos três filmes.

No Brasil houve uma confusão com os títulos dos dois primeiros filmes:

The Evil Dead (1982) foi lançado em vídeo VHS pela “Look” com o nome de “A Morte do Demônio“. Esse mesmo filme foi exibido nos cinemas como “Uma Noite Alucinante – Parte 1 – Onde Tudo Começou“. Já Evil Dead II (1987) foi lançado em vídeo VHS pela “Tec Home” com o nome de “Uma Noite Alucinante” e foi exibido nos cinemas em 1988 com esse mesmo nome, seguido do subtítulo “Mortos ao Amanhecer”. Toda essa confusão aconteceu porque o segundo filme estreou por aqui antes do original. E para complicar mais ainda, vale registrar um protesto quanto ao péssimo título nacional escolhido para “The Evil Dead“. O filme recebeu o nome equivocado de “A Morte do Demônio” quando o ideal seria manter o título original. (Informações retiradas do site Boca do Inferno)

Uma Noite Alucinante 2

(Evil Dead 2; Sam Raimi; EUA; 1987) ***/*****

O segundo filme da trilogia é praticamente um remake do primeiro. A história é quase a mesma, exceto por alguns elementos (não é um grupo de amigos que vai para esta casa no meio do nada, e sim um casal) e o protagonista continua sendo Bruce Campbell (também produtor). Mesmo sendo um recontar do primeiro, este filme já possui mais elementos de humor negro e não assusta tanto. A produção contou com mais dinheiro e os efeitos especiais foram bem melhores, arga de agressividade é reduzida, entretanto é um bom filme e ainda é considerado um representante do sub-gênero “violência explícita” como o primeiro longa da trilogia.

Uma Noite Alucinante 3

(Army of Darkness; Dir: Sam Raimi; Eua; 1992) ****/*****

O melhor da trilogia, sem sombra de dúvidas. Tudo bem que terror mesmo era só o primeiro, mas esse tem as melhores cenas, os melhores diálogos e ainda por cima tem viagem no tempo. Ok, tem um erro de continuação muito evidente entre o final do segundo filme e o ínicio desse, mas quem se importa.

O filme que fecha a trilogia é uma comédia escrachada que usa como pando de fundo o terror do primeiro e do segundo filme. O protagonista viajou no tempo (e no espaço?) e foi parar em plena Idade Média. E mais uma vez o clichê: ele é visto como um salvador que veio dos céus (ou de qualquer lugar de onde possam vir os salvadores) para combater os demônios (e quem sabe até salvar a humanidade).

Esse é o Sam Raimi que vale a pena conhecer para ver Arraste-me Para o Inferno. Mas que fique bem claro: eu gosto de Homem Aranha!

Deixe um comentário pelo Facebook


1 Comment

  1. Luca Esteves

    Sam Raimi é co CARA! Os seus filmes são muito bons!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

%d blogueiros gostam disto: