Arquivo

Aniversário

Posts em Aniversário.

Sobre fazer 33 anos

Cheguei aos 33. Posso dizer que durante muito tempo nem imaginei como seria ter 30 anos. E não é que já estou nos 33. E estou muito feliz com isso. Não estou dizendo que foi ou está sendo fácil. Muito pelo contrário. Passei por momentos, presenciei acontecimentos e lidei com situações que nem sempre foram fáceis. Mas não poderia estar mais agradecida. A jornada foi tão desafiadora e tive tantos aprendizados com ela que hoje posso dizer que essa é a melhor idade. Estou feliz, mesmo com (ou apesar de) todos os percalços do passado e do presente. Acho que essa é minha melhor idade. Tudo o que eu sou hoje eu devo ao caminho que percorri e ele foi lindo.

A vida é como todas as outras, cheia de problemas. A diferença? Me sinto muito mais preparada para lidar com eles. Estou no caminho para me encontrar, em uma jornada de auto conhecimento. A quantidade de coisas que vivi – e as que deixei de viver também – me  fizeram ser quem eu sou hoje. E nesse caminho de descobrir uma força que nunca imaginei ter, ser capaz de coisas que sempre ficaram no campo das ideias, de realizar sonhos, valorizar a vida e me aceitar, me amar, sinto que vou chegar lá. Vou me descobrir, me aceitar, me amar por completo. Estou, de verdade, na minha melhor fase. E daqui 10 anos será ainda melhor, daqui 20, 30, 40. Essa jornada é sobre crescimento e autoaceitação. E a cada ano que passa me sinto melhor, mais feliz.

E eu ganhei festa surpresa dos alunos do 7A à tarde e da T2A, à noite 🙂 Tem como não ficar feliz?

Almoço especial – 3 anos de namoro

Dia 25 de Julho é um dia bem especial, é o aniversário de namoro meu e do Ju. Três ano juntos. E para comemorar esse dia especial (que além de tudo é feriado em São Leopoldo, onde ele mora e trabalha), preparei um almoço bem bacana para nós. Fiz um risoto de camarão que, modéstia à parte, ficou uma delícia.

Eu até procurei uma receita na internet para usar como base, mas não encontrei nenhuma que estivesse de acordo com os ingredientes disponíveis por aqui. Então eu fui fazendo instintivametne. Quer saber o que usei? Lá vai:

* 400 gramas de camarão limpo e cozido
* 1 cebola picada
* 3 dentes de alho picados
* 1 pimenta dedo de moça picada
* 1 colher de cominho em pó
* sal a gosto
* 3 xícaras de arroz
* 4 colheres de sopa de molho de tomate
* 1 tomate mádio picado
* água

Primeiro refoguei a cebola, o alho e a pimenta. Coloquei o camarão, o sal e o cominho. Deixei refogando e acresecentei o molho de tomate. Depois o arroz e o tomate. Refoguei mais um pouco e coloquei a água até cobrir tudo. Deixei cozinhando até ficar quase seco. Desliguei e tampei por uns cinco minutos para secar o restante da água.

Para acompanhar preparei uma batata assada (receita que testei no sábado e coloco aqui no blog outro dia) e um vinho tinto seco delicioso. E ralei queijo parmesão por cima do arroz já no prato. Uma bela e deliciosa maneira de comemorar três anos de namoro. Está servido?

Risoto de Camarão e Batata Assada

Uma Ode aos Coturnos

Dr. Martens

Photo by Chris Ong Photography

Os coturnos da Dr. Martens fazem 50 anos e a marca comemora com música, videoclipes e, novos modelos de botas. Os coturnos mais famosos do mundo, chamados de Docs, comemoram o aniversário com um documentário sobre a marca e 10 clipes feitos por diretores de vanguarda e bandas moderninhas. A intenção é mostrar nos pés de quem os sapatos que saíram do uniforme dos operários britânicos foram parar.

Dr. Martens

Photo by Roy del Vecchio

Dr. Martens

Photo by sinfonie

Dr. Martens

Photo by souiky

Eu nunca tive um coturno da marca e fico babando em todos os modelos e cores, louquinha para comprar os meus (note o plural). Enquanto não sobra aquela graninha esperta para adquirir os coturnos mais lindos da face da terra (e com uma qualidade ímpar), eu me contento com um velhinho, sem marca, que comprei alguns anos atrás. Ele não é um exemplo de conforto nem de qualidade, mas quebra um baita galho.

Coturno

Esse aí é o meu coturno bagaceiro velho de guerra