Hakim Bey: o terrorista do CAOS

Alguém já ouviu falar de Hakim Bey?

Já leu alguma coisa dele?

Sabe sobre o que ele escreve?

Pois é. Ele pode ser desconhecido das grandes massas, mas tem uma legião de seguidores (isso mesmo, não são fãs e sim seguidores aqueles que o lêem).

Sua publicação mais famosa é TAZ – Zona Autônoma Temporária (que eu já tive o prazer de ler) e que está integralmente disponível na rede.

Atualmente estou lendo CAOS: Terrorismo poético e outros crimes exemplares (também disponível integralmente).

O primeiro livro citado é fantástico, te leva a milhares de questionamento em apenas um parágrafo. O livro inteiro então, é uma explosão de pensamentos.

Já o segundo, segue uma linha de narrativa um pouco confusa, um fluxo de pensamentos contínuo. São fragmentos de textos reunidos em único livro: panfletos, comunicados e algumas histórias pessoais isoladas.

O conteúdo? Bem, não gostei tanto quanto de TAZ, mas ainda assim é bem instigante. Como é um livro sobre ideologias, utopias e opções de vida, tem bastante coisa que discordo, mas em outras compreendo completamente a posição de Bey e apóio.

Existe uma porção de textos dele espalhados pela rede, de fácil acesso e disponíveis gratuitamente. Se ler um livro dele for muito trabalho (o que eu definitivamente não posso acreditar, pois são livros bem fininhos e de fácil leitura) basta selecionar alguns de seus textos curtos traduzidos em um esforço filantrópico pelo bcardoso ou pode ler em inglês mesmo.