Resoluções literárias para 2015

Em 2015 eu pretendo voltar com os posts e com o canal com uma certa regularidade. Espero que eu consiga. E para começar, eu postei essa semana lá no canal do blog as minhas resoluções acerca das leituras do ano. Espero que vocês gostem. Deixem nos comentários sobre o que acharam e as resoluções de vocês. Espero que gostem. Até logo.

British Books Challenge 2012

Ok, eu não me aguento. Não resisti quando vi mais esse desafio para 2012 e resolvi aderir. Como os 10 do outro desafio podem fazer crossover com livros lidos para outras atividades na rede, basta eu escolher bem os títulos.

O British Books Challenge 2012 funciona de uma maneira bem simples: escolher no mínimo 12 títulos de autores britânicos (e tem regras bem específicas para saber quem são os tais autores britânicos, tem de ter nascido por lá, ou viver lá por muito tempo e publicar primeiro nas terras da Rainha, entre outras especificidades que é possível conferir no post de F.A.Q. do desafio). São 12 livros, um para cada mês. Fácil, não é mesmo?! E essa lista pode mudar ao longo do ano, desde que respeite as regras.

Então eu fiz uma lista para o BBC (adorei o trocadilho!) do que tem na minha estante para ler de autores britânicos:

  1. Frankenstein, de Mary Shelley;
  2. O Caso dos Dez Negrinhos, de Agatha Christie;
  3. Quidditch a través de los tiempos, de J.K. Rowling como Kennilworthy Whisp (lerei a versão em espanhol porque é a que eu tenho);
  4. Persuasão, de Jane Austen;
  5. A Abadia de Northanger, de Jane Austen;
  6. The Pickwick Papers, de Charles Dickens;
  7. King Lear, de William Shakespeare;
  8. The Secret Garden, de Frances Hodgson Burnett;
  9. O Fator Humano, de Graham Green;
  10. Nosso Homem em Havana, de Graham Greene;
  11. The Adventures of Sherlock Holmes, de Sir. Arthur Conan Doyle;
  12. Coisa de Louco, de John O’Farrel;

IMPORTANTE: a leitura das obras escolhidas será aleatória, de acordo com minhas possibilidades e no caso dos livros em inglês, de acordo com a dificuldade – começarei com os de leitura mais fácil.

Doctor Who 07×00: The Doctor, the Widow and the Wardrobe

Doctor Who - The Doctor, the Widow and the Wardrobe

Dirigido por: Farren Blackburn
Escrito por: Steven Moffat

 Depois de uma adaptação do conto de Charles Dickens, “A Christmas Carol“, no especial de Natal no ano passado, Moffat nos brinda com “The Doctor, the Widow and the Wardrobe“, inspirado na obra de C. S. Lewis, “The Lion, the Witch and the Wardrobe”, conhecido aqui na terra brasilis como “O Leão, a Feiticieira e o Guarda-roupa“. E as semelhanças não estão apenas no título. Mas apesar delas, a obra de Lewis está bem distante do que é proposto no episódio.

O especial inicia com uma sequência memorável, continuação do prequel citado aqui na semana passada. O que mostra o quanto o Doutor aprontou depois de forjar sua morte. Ele explode uma nave que estava para atacar a Terra (pelo menos foi o que pareceu) e o filho mais ilustres de Gallifrey acaba vestindo um traje de astronauta enquanto percorre o espaço aberto depois de ser expulso da nave com a explosão que causou (olha o traje de astronauta de novo aí, gente!). Ele cai na Terra em 1938, véspera de Natal, e Madge Arwell (Claire Skinner) o encontra com o capacete preso e virado, pois ele “teve que se vestir com pressa”. Impossível ver o rosto do Doutor. Ela o ajuda a encotnrar uma cabine de polícia (a TARDIS, é claro) sem saber de nada. Ela vê nele um anjo do espaço, e ele promete retribuir a bondade, basta que ela faça um desejo – “geralmente funciona”.

Doctor Who - The Doctor, the Widow and the Wardrobe

Eles seguem caminhos separados até que em 1941, na véspera de Natal mais uma vez, Madge recebe  a notícia de que seu marido estava desaparecido. Ele estava lutando na Guerra como piloto e ela não consegue contar para as crianças o que aconteceu. Ela acaba levando os filhos para a casa de um tio no interior para fugir dos bombardeios de Londres (como ocorre na obra de Lewis). Chegando lá a família encontra um zelador muito esquisito, o Time Lord veio atender o desejo de Madge – proporcionar às crianças um bom Natal. Ele fez alguma melhorias na casa (“I know!”), deixando tudo perfeito para as crianças se divertirem. Até deixou um presente debaixo da melhor árvore de Natal de todas. Read More

Mr. Postman #23

Bem vind@ ao Mr. Postman!

Esse é um meme criado pela Kristi, do The Story Siren, no qual mostrarei tudo o que recebi, comprei ou ganhei durante a semana.

Depois de um intervalo nos vídeos eu voltei com um bem recheado de livros bacanas. Desculpem se falei muito rápido, mas eu não queria um vídeo muito longo. E perdoem a pronúncia do inglês…

[youtube1]2M_rhF8GYwM[/youtube1] Link Direto

Muito obrigada:

Livros:

  • As Cidades Invisíveis, de Italo Calvino, RBS Publicações
  • O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway, RBS Publicações
  • O Caso Morel, de Rubem Fonseca, RBS Publicações
  • Sobre a Filosofia e Outros Diálogos, de Jorge Luis Borges e Osvaldo Ferrari, Hedra
  • Literature Cosidered As Philosophy – The French Example, de Everett W. Knight, Collier Books
  • The Hound of the Baskervilles, de Sir Arthur Connan Doyle, Penguin
  • The Adventures of Sherlock Holmes, de Sir Arthur Conan Doyle, Penguin
  • The Adventures of Tom Sawyer, de Mark Twain, Penguin
  • King Lear, de Shakespeare, Penguin
  • Great Expectations, de Charles Dickens, Penguin