Que tal um Desafio Literário também em 2012?

Desafio Literário 2012

O Desafio Literário já faz parte do meu calendário de leituras –  e de muitos outros blogueiros e blogueiras pela rede afora. E a proposta é que ele continue firme e forte em 2012. Então quem quiser participar é só visitar o blog do desafio, ler as regras (e nesse ano tem algumas mudanças importantes) e se inscrever. Na verdade o prazo para inscrição terminou ontem, mas quem quiser pode falar com a Vivi ou se inscrever no mês que vem. Não desanima que ainda tem tempo.

Pois é, minha lista saiu com atraso. O que é uma vergonha, pois eu continuo na equipe do Desafio Literário em 2012. Só tenho a agradecer a Vivi por essa maravilhosa oportunidade e pedir desculpa pelo atraso. Mas agora que as férias da faculdade chegaram eu posso me dedicar mais aos projetos…

Então chega de papo furado e vamos a lista!

JaneiroLiteratura Gastronômica

  • Julie & Julia, de Julie Powel (Skoob) – esse eu terei de comprar, não tenho nenhum romance que envolva comida na estante. E quando vi o tema pensei direto nesse livro. É muito amor.

Fevereiro – Nome Próprio (de pessoas)

  • Frankenstein, de Mary Shelley (Skoob) – esse tema deu o que falar, mas acabei escolhendo uma leitura que estou devendo há tempos.

Março – Serial Killer

  • Abril Rojo, de Santiago Roncagliolo (Skoob) – uma das compras que fiz em Buenos Aires, por isso vou ler em espanhol mesmo.

Abril – Escritor(a) oriental

  • Teatro dos Lírios, de Lulu Wang – China (Skoob) – Comprei na Feira do Livro de POA em 2009 e está na estante desde então aguardando a oportunidade de ser lido. Pronto, não precisa mais esperar.

Maio – Fatos Históricos

  • A condição humana, de André Malraux – Guerra Civil Chinesa (Skoob) – eu me surpreendi muito com a falta de romances que tratem de fatos históricos na minha estante, os poucos que tem ou eu já li ou é autor que pretendo ler para outros fins… Bem, acabei escolhendo o Malraux, pois foi meu objeto de pesquisa na monografia de final de curso. Agora com outro livro, é claro.

Junho – Viagem no Tempo

  • O fim da eternidade, de Isaac Asimov (Skoob) – mais uma vez terei de comprar o livro, pois tudo que tenho sobre viagem no tempo na estante eu já li. E também não tenho muita coisa, fato, mas esse tema me interessa muito (lembra que eu amo Doctor Who?).

Julho – Prêmio Jabuti

  • O senhor Embaixador, de Erico Veríssimo (Skoob) – ganhador do prêmio de melhor Romance em 1966. Outro que terei de comprar. Incrível que não tenho nenhum dos livros que já ganharam o prêmio Jabuti na categoria Romance. As outras categorias eu ainda não tive tempo de ver. E li pouquíssimos deles também.

Agosto – Terror

  • Celular, de Stephen King (Skoob) – outro que terei de comprar. Apesar de adorar o gênero, minha estante é bem pobre nesse quesito. O bom é que tive o universo de escolher e resolvi dar uma chance ao tão comentado Stephen King, que eu nunca li (VERGONHA).

Setembro – Mitologia universal

  • As Brumas De Avalon – Livro 3 – O Gamo Rei, de Marion Zimmer Bradley (Skoob) – esse ficou para trás no desafio em 2011.Mas gostei tanto da série que resolvi encaixar na lista nova.

Outubro – Graphic Novel

  • Persépolis, de Marjane Satrapi (Skoob) – mais uma leitura que estou devendo. E olha que eu comprei faz quase cinco anos. Faltou tempo e oportunidade. Mas a hora é agora.

Novembro – Escritor(a) africano

  • Infância, de J. M. Coetzee (Skoob) – compra recente e único exemplar do gênero na estante, não tive muita escolha. O que não deixa de ser bom, pois sempre tive vontade de ler Coetzee.

Dezembro – Poesia

  • Cosmogonía de la carne, de Juan Carlos Miranda – esse está na estante há anos. Ganhei de presente e nunca me interessei em ler. Até tinha outras possibilidades de leituras, mas eram todas coisas que eu pretendo ler de um jeito ou de outro, então melhor ler o que eu não leria em outra oportunidade e dar uma chance ao azar.

Para 2012 eu escolhi só um livro por tema porque em 2011 não foi possível cumprir a meta de três leituras por tema e muito provavelmente em 2012 a dificuldade se repetirá. Mas o desafio está lançado.

Olhai os lírios do campo, de Erico Veríssimo

Olhai os lírios do campo, Erico Veríssimo

Não li muitos dos livros do autor gaúcho, mas pretendo ler todas as suas publicações. Porém, é inegável que a narrativa de Erico Veríssimo é sempre muito gostosa de ler. Ele tem o domínio das palavras. Em Olhai os lírios do campo, o livro que o tornou um escritor de sucesso, ele narra a história de Eugênio e seu amor por Olívia. O livro é dividido em duas partes e há uma diferença bastante grande entre elas. Essa distinção ocorre tanto na estrutura narrativa quanto na cadência da narrativa em si e da leitura.

Na primeira parte somos apresentados ao casal Eugênio e Olívia, na verdade somos apresentados ao médico Eugênio Fontes que recebe a notícia por telefone de que ela está em seu leito de morte no Hospital. Eugênio, casado com Eunice, vai para o Hospital para ver pela última vez seu verdadeiro amor. A partir daí os capítulos retomam o passado de Eugênio, ou Genoca – seu apelido de infância – e se intercalam com o trajeto do médico até o Hospital. Nesse passado descobrimos a infância pobre e infeliz, dada à pobreza do pai alfaiate, e o desejo de tornar-se um homem rico e livrar a família de todas as vergonhas geradas pela miséria. Descobrimos também como ele cresceu desejando ser médico e ajudar as pessoas, como ele entrou para a faculdade de medicina, se formou e se apaixonou por Olívia, como ele passou a ser ganancioso, detestar a pobreza e casou-se por dinheiro com Eunice.

Acompanhamos as humilhações e agonias pelas quais ele passou na infância e na adolescência, pois não se sentia parte do mundo em que vivia. Se por um lado passara a odiar a miséria da qual viera e na qual vivia, tão pouco encontrava lugar na escola em que estudava com uma espécie de bolsa de estudos na qual os pais pagavam a mensalidade da escola com trabalhos de limpeza. Na faculdade ele continuava com o mesmo sentimento de não pertencimento. Todos ali eram ricos, e ele ainda vivendo uma vida de misérias e vergonhas, ele tinha vergonha de sua pobreza. Eugênio passa por uma transformação: do menino ingênuo e humilhado que deseja uma vida digna para seus pais e estudar para ter a possibilidade de ajudar outros na mesma situação que ele e sua família, no médico que quer o seu consultório e levar uma vida boa, distante das suas origens.  Read More

Mr. Postman #22

Bem vind@ ao Mr. Postman!

Esse é um meme criado pela Kristi, do The Story Siren, no qual mostrarei tudo o que recebi, comprei ou ganhei durante a semana.

O vídeo dessa semana está super curtinho, tempo de vacas magras. Espero que goste, mesmo assim.

[youtube1]mmL5G9pMmkA[/youtube1] Link Direto

Livros citados:

  • Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou, Cristiane Lisbôa (resenha)
  • Olhai os lírios do campo, Erico Veríssimo (lendo)

Saldo do Natal

Depois de um Natal maravilhoso com namorado e família, compareço apenas para compartilhar os presentes que ganhei. Amei todos.

Presentes de Natal 2009
  • Conjuntinho de pijama com estampa de gata (apaixonada por gatos que eu sou, só posso ter amado!);
  • Blusinha rosa bem simples;
  • Sabonete Nativa Spa d’Boticário de Hortelã;
  • Bonequinha de pano;
  • Sandália Ipanema Gisele Bündchen;
  • Sandália Ilhabela;
  • Coraline (Neil Gaiman);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – Até Mais e Obrigado Pelos Peixes (Douglas Adams);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – A Vida, O Universo e Tudo Mais (Douglas Adams);
  • O Guia do Mochileiro das Galáxias – Praticamente Inofensiva (Douglas Adams);
  • Box 1ª Temporada de The Big Bang Theory;
  • DVD Orgulho e Preconceito;
  • DVD Desejo e Reparação;
  • DVD Eleição;
  • DVD Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças.

E ainda falta chegar a encomenda da mamãe, com a coleção completa de O Tempo e o Vento (Erico Veríssimo)!

Troca de Livros pela Internet

Eu tenho um cadastro no site Trocando Livros, um espaço para os usuários… trocarem livros! O cadastro era bem antiguinho e na ocasião eu adicionei um livro para testar a eficiência do serviço. Depois de muito tempo uma solicitação para o livro que havia disponibilizado apareceu em minha caixa de email.

Fiquei contente, porque o sistema funciona assim: cada livro que você disponibiliza e é solicitado conta um crédito depois da entrega. Esse crédito pode ser usado para solicitar qualquer livro disponibilizado pelos usuários.

A princí­pio fiquei apreensiva, pois estava demorando muito para alguém solicitar o tal livro que eu queria trocar. Mas o problema não foi nenhum defeito do serviço ou algo do gênero. A questão é o interesse dos usuários pelos livros que você quer trocar. No meu caso era bastante difícil alguém se interessar por um livro sobre educação médica que eu ganhei nos tempos de Museu de História da Medicina e que eu nunca iria ler e nem teria motivos para isso.

No entanto, assim que algum usuário procurar justamente pelo título que você cadastrou tudo muda. Um crédito é gerado e a possibilidade de levar um livro novinho para casa é bem grande. Claro que isso depende do usuário que disponibilizou o livro para troca. Eu, por exemplo, cadastrei um livro novinho em folha.

Read More