Feliz aniversário Super Mario

Eu sou muito fã de Super Mario (e quem não é?). Para mim o melhor de todos é o Super Mario World sem sombra de dúvidas. Jogo até hoje.

Nunca tive um Super Nintendo – grande frustração da minha infância – mas a internet salvou minha vida e posso jogar todos os jogos a hora que quiser no PC, e Super Mario World está ao lado de Zelda a Link to the Past no topo dos mais jogados.

Em homenagem ao bigodudo e aos seus 25 anos de história, um vídeo super bacana produzido pela Nintendo dos EUA:

[youtube1]cD825b4k0o0[/youtube1]

Retorno

Voltando a programação normal. Depois de muito tempo sem dar as caras, ou de meter esses dedos gorduchos no teclado para escrever alguma coisa por aqui, eu resolvi que já era a hora de voltar.

Não por nada, mas estava com saudade de pintar o sete e deixar o pensamento fluir. Não cumpri promessas. Falta terminar de escrever sobre a amada série Dollhouse que terminou e me deixou órfã de mais uma obra de liciosa de Joss Whedon. Faltou escrever sobre tanta coisa.

O que eu fiz durante esse tempo todo? Buenas, nada de muito útil, exceto pelas leituras (que estão bem atrasadas, por sinal). Viciei no Farmville e passo horas alimentadno animais de pixels e plantando sementes de metirinha. Além disso cozinhei comidas virtuais em outro joguinho bobo do Facebook ( se você quiser, pode me adicionar como amiga por lá). E também comecei a ver Seinfeld e Buffy. Adoro ver séries antigas, principalmente ao lado do Juliano.

Vancouver 2010 – Mascotes

E também olhei muito para o tubo da TV. Estou acompanhando com um entusiamo bem acentuado as transmissões do canal do bispo das Olímpiadas de Inverno – Vancouver 2010. Por que? Não sei bem. Curiosidade pelos esportes malucos que os Canadenses adoram (Curling? WTF!) e uma profunda admiração pela patinação artística, pela leveza e destreza sobre o gelo. Confesso que é essa minha modalidade preferida. Me irrito quando a transmissão é cortada para passar outras modalidades – que é aquilo do pessoal descendo em duplas de trenó, deitados um por cima do outro? Socorro.

Voltando à patinação no gelo. Que esporte lindo, o nome faz juz a modalidade. É realmente uma arte. E as escolhas musicais dos atletas direcionaram as aquisições musicais na rede durante toda a semana.

Mas o que eu mais gostei nos Jogos Olímpicos de Inverno foi o inverno. Não lembro de ter passado tanto calor em toda a minha vida. Temperaturas bem acima dos quarenta graus em pleno sul do país. Isso é inaceitável. Mexeu com minha capacidade intelectual – eu simplesmente não consigo pensar direito nem articular idéias nesse #fornoalegre. Sinto saudade dos dias frios, muita saudade.