Julie & Julia: 365 dias, 524 receitas e 1 cozinha apertada

Julie & Julia

Ontem à noite eu terminei de ler Julie & Julia: 365 dias, 524 receitas e 1 cozinha apertada, aos 45 do segundo tempo para o Desafio Literário 2012. Sabe aquele livro que antes mesmo de abrir tu tem certeza de que vai gostar. Pois Julie & Julia foi exatamente assim. Eu sabia que gostaria desse livro desde a primeira vez que ouvi falar dele, e depois de ver o filme maravilhoso, eu tive mais certeza ainda.

O livro escrito por Julie Powell conta sua própria história, quando ela resolveu encarar um projeto bem diferente: fazer todas as receitas do livro Mastering the Art of French Cooking (Vol. 1) do ícone culinário norte americano Julia Child. E mais, ela escreveu um blog sobre isso e o blog fez muito, mas muito sucesso. Tanto sucesso que virou livro. Esse livro que acabei de ler.

O projeto que pode parecer maluco começou como uma forma de distração do emprego maçante numa repartição do governo no qual não tem futuro, a possibilidade de não poder ter filhos e a falta de vontade de tê-los misturado com uma indecisão mortal sobre o assunto motivada pela insistência da chegada dos trinta e da sociedade, uma mudança recente para um apartamento horroroso e caindo aos pedaços. Em resumo, uma texana vivendo uma vida de merda em Nova York. A ideia em si foi do marido, retratado como um santo, o marido perfeito que todas as mulheres  do mundo já desejaram em certo ponto de sua vida, que a apóia em tudo e sabe lidar com as neuras de Julie.

E assim foi, por um ano. Cozinha a receita, grita, excomunga a todos quando algo não dá certo (e isso, no início, é quase sempre), se atrapalha, corre atrás de ingredientes por vezes bem difíceis de encontrar, afinal o livro de 1961 fala de uma cozinha bem diferente daquela de 2002, e como são receitas francesas, nem tudo é tão comum assim, mesmo para os padrões novaiorquinos. Na tentativa de encontrar algo que nem mesmo Julie sabe o que é, ela acaba se estressando muito, se divertindo muito e comendo muito. E se tem uma coisa que eu descobri sobre a culinária francesa é que não há manteiga que chegue. Read More

O sabor nas telas

Eu adoro tudo o que diz respeito a culinária. De comer a preparar receitas diferentes. E gosto muito de ler livros de receitas ou histórias relacionadas a comida. E esse gosto é válido também para o cinema. Fiz uma pequena lista de filmes que se passam na cozinha, e que dão vontade de sair cozinhando ou, melhor ainda, comendo.

Os que pretendo ver em breve:

A Festa de Babette (1987)
Babettes gæstebud; Dir: Gabriel Axel

Duas irmãs dinamarquesas dão abrigo a uma refugiada francesa que, depois de descobrir que ganhou na loteria, prepara um banquete com os pratos e as bebidas mais tradicionais da culinária francesa.

O Tempero da Vida (2003)
Politiki kouzina; Dir: Tassos Boulmetis

Um menino em uma família dividida entre a Turquia e a Grécia resolve virar cozinheiro para homenagear seu avô, um filósofo da culinária.

Os que já vi:

Chocolate (2000)
Chocolat; Dir: Lasse Hallström

Um mulher chega a uma pequena cidade francesa e abre uma loja de chocolates. As iguarias causam imenso impacto na conservadora comunidade.

Como Água Para Chocolate (1992)
Como agua para chocolate; Dir: Alfonso Arau

Baseado no livro homônimo da autora Laura Esquivel, narra a história de um camponês que, em plena Revolução Mexicana, se apaixona por Titi. Ele quer voltar para a guerra, mas ela o enfeitiça com seus dotes culinários e seu amor.

Os meus preferidos:

Ratatouille (2007)
Dir: Brad BirdJan Pinkava

Remy é um rato que sonha se tornar um grande chef. Só que sua família é contra a idéia, além do fato de sempre ser expulso das cozinhas que visita. Um dia, enquanto estava nos esgotos, ele fica bem embaixo do famoso restaurante de seu herói culinário, Auguste Gusteau. Ele decide visitar a cozinha do lugar e lá conhece Linguini, um atrapalhado ajudante que não sabe cozinhar e precisa manter o emprego a qualquer custo. Remy e Linguini realizam uma parceria um tanto inesperada.

Ratatouille

Julie & Julia (2009)
Dir: Nora Ephron

Baseado nos livros de Julie Powell (homônimo ao filme, que por sua vez se originou do blog da autora) e Julia Child (My Life in France, autobiográfico). Julie resolve testar as 524 receitas de culinária francesa do livro Mastering the Art of French Cooking da famosa cozinheira Julia Child. O filme brinca com as histórias de vida dessas duas mulheres apaixonadas pela cozinha.

Julie & Julia

E então, gostou da lista? Tem mais alguma dica de filme que te ceixa com água na boca? Compartilhe através dos comentários. Eu vou ali preparar alguma coisa bem gostosa para comer…