Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro Lobato

Memórias da Emília e Peter Pan, de Monteiro Lobato

Memórias de Emília e Peter Pan, Monteiro LobatoO universo infantil criado por Monteiro Lobato é referência para muitas pessoas. Para os que viveram a infância nas décadas de 1980 e 1990 a série do Sítio do Pica Pau Amarelo ainda está na lembrança. Para os mais novos, a Globo tratou de fazer uma nova versão do programa que trouxe esse universo mágico para os mais novos. E como muitos, meu conhecimento das obras infantis de Monteiro Lobato vieram da televisão. Até meus 16 anos eu nunca tinha lido nenhuma obra do escritor, então comecei a fazer hora do conto para os alunos da quarta série na escola em que estudava e contei algumas das histórias de Dona Benta. Depois disso só voltei a ler algo do senhor Lobato agora em 2011. E é muito interessante ler um livro infantil escrito há tantos anos: a idade faz com que prestemos atenção em coisas que  quando crianças deixaríamos de lado. No entanto, o mundo criado por Lobato é tao encantador que é impossível nao se envolver de corpo e alma e voltar a ser criança.

A edição que tenho é da coleção Obras Completas de Monteiro Lobato onde  a 1ª série contém os livros de Literatura Geral (18 volumes) e a 2ª série contém os livros de Literatura Infantil (17 volumes).  Memórias da Emília e Peter Pan é o quinto volume da 2ª série, em uma edição de 1952. Apesar da ortografa diferente (acentos entre outras coisas), nao tive dificuldades com a leitura. Pelo contrário, tal característica deu um charme a mais para a leitura. O livro consiste, na verdade, em duas histórias distintas: Memórias De Emília é um livro e Peter Pan é outro, embora Peter apareça nas duas histórias.

Em Memórias de Emília, Lobato narra mais uma reinação de Emília. A boneca resolve escrever suas memórias e para isso usa a mão e a cabeça do Visconde de Sabugosa. Então temos uma narração dentro da narraçao: o sabugo de milho narra as aventuras de Emília e a turma o sítio no episódio do anjo capturado pela boneca e da visita das crianças inglesas para vê-lo. Emília começa ditando para o Viconde, mas acaba deixando tudo por conta de seu “ajudante”. As “participações especiais” de Peter Pan e Alice – a do País das Maravilhas – são fantásticas. O livro é bastante simples e ingênuo, mas apesar disso, muito instigante. Emília é terrível, apronta e fala coisas que deixam todos loucos, mas acaba se mostrando uma boa boneca. É uma personagem cativante, e mesmo com todas as suas contradições, é minha personagem favorita.

Peter Pan é a história original do personagem Peter Pan contada para os moradores do sítio por Dona Benta. Ela compra o livro de J. M. Barrie para descobrir quem é o menino que até o Gato Félix sabe da existência, menos ela e os habitantes do sítio. Depois de ler a história, Dona Benta passa a contar um pedacinho por noite para todos. E entre um pedaço e outro, Emília apronta das suas, é claro. É muito bacana ver personagens que já estao no imaginário das crianças brasileiras sendo contados por outros que fazem parte de nosso folclore. Além disso, as referências à história original é feita a todo momento, portanto a história não é um plágio da obra original, é sim uma contação de Dona Benta, com gostinho de Brasil interiorano.

Read More