Arquivo

Zombie

Posts em Zombie.

Kit de sobrevivência: esteja preparado para o apocalipse zumbi

Não custa nada lembrar que para sobreviver a uma horda de zumbis desesperados por carne humana, cérebro, ou apenas por destroçar qualquer coisa viva que cruzar o caminho, é preciso mais do que pernas. São necessárias habilidades mentais de um bom estrategista, habilidades manuais para manusear armas (as de verdade e as que a necessidade nos obrigará a criar) e é claro, alguns itens indispensáveis.

Acontece que a parte dos apetrechos não será mais um problema a ser resolvido, muitos sortudos poderão adquirir o kit de sobrevivência criado  pela OpticsPlanet, e chamado de Z.E.R.O. (Zombie Extermination, Research and Operations). O kit contém muitos acessórios, tais como um kit de primeiros socorros, um par de luvas, uma indispensável câmera de visão noturna, um carregador solar para baterias, lanternas (que funcionarão graças ao carregador de baterias), muitas facas (afinal no corpo a corpo nada melhor do que uma boa e velha arma branca) e acessórios de laboratório para ajudar os mais sabidos na busca pela cura, entre outros apetrechos que são essenciais para sobreviver durante um ataque.

Infelizmente no kit não constam armas de verdade, até porque para se comprar um rifle não basta dar um clique… Em todo o caso, para se precaver, basta acessar o site da OpticsPlanet e pela bagatela de US$ 23.999,00 é possível adquirir um para garantir algumas horas de vida (e com a tua esperteza, quem sabe algumas semanas). Mais detalhes sobre os itens inclusos no kit também estão disponíveis nos site.

Uma propaganda muito bacana do kit de sobrevivência também dá mais informações. E é bom saber que os itens podem ser comprados separadamente e você pode montar o seu próprio kit de acordo com as suas prioridades. 🙂

Fonte: GN

Goodbye Graveyard Zombie: Bill Hinzman (1936-2012)

Bill Hinzman em cena no filme A Noite dos Mortos Vivos

Bill Hinzman em cena no filme A Noite dos Mortos Vivos

Bill Hinzman morreu de câncer na noite de domingo dia 5, aos 75 anos. O ator ficou conhecido como o ‘zumbi nº 1? no clássico absoluto de filmes de zumbis do mestre George Romero “Night of the Living Dead (A noite dos mortos vivos)” de 1968.

Bill Hinzman, nascido Samuel William Hinzman, era uma figura notável no circuito de convenções de horror e dentro dos círculos de zumbis por seu papel como o primeiro zumbi a aparecer no filme “Night of the Living Dead” em um cemitério na Pensilvânia. Hinzman sempre se orgulhou de seu papel, e os fãs de horror sempre o viram em convenções andando com traje de gala e maquiagem tirando fotos com os fãs e entusiastas dos zumbis.

Em homenagem a Bill Hinzman, o zumbi nº 1, a sequência de abertura de “A Noite dos Mortos Vivos”:


Link direto para o vídeo no Youtube

Saiba mais em Ministry of Zombie Walk.

Zombie Challenge 2012

Zombie Challenge 2012

Não é novidade nenhuma que eu adoro zumbis (e desde muito antes de isso virar moda). Mas eu confesso que livros com zumbis eu li pouquíssimos na minha vida. E então eu me deparei com esse desafio no blog Book Chick City’s. Fiquei morrendo de vontade de participar e resolvi encarar o desafio.

Funciona assim: eu escrevo um post anunciando minha participação e adiciono a URL do post na caixinha de inscrição. Coloco um banner do desafio no blog e tenho o ano de 2012 inteirinho para efetuar minha participação. Eu posso escolher quatro níveis de participação:

  • Nível 1: Ler 6 livros Zombie em 2012
  • Nível 2: Ler 12 livros Zombie em 2012
  • Nível 3: Ler 18 livros Zombie em 2012
  • Nível 4: Ler 24 livros Zombie em 2012

Não sei se conseguirei ler tantos livros quanto eu gostaria, por isso eu ficarei com a menor das categorias, lerei apenas seis livros Zombies em 2012. Isso porque eu não tenho muitos ainda não lidos na estante e não sei o quanto poderei gastar com novas aquisições no próximo ano e muito menos o tempo que terei disponível para leituras extra faculdade e extra-trabalho. Acredito que seis eu consigo dar conta em um ano, lembrando que tem mais 12 do Desafio Literário 2012. E por falar nisso, é totalmente permitido fazer crossover com outros desafios, portanto Celular (Stephen King) que eu lerei para o DL 2012 eu usarei como leitura nesse desafio também.

Além disso, não é preciso fazer uma lista prévia do que lerei, o que vai facilitar muito minha vida. É melhor eu não decidir de antemão as leituras e ter mais liberdade de escolha durante o ano para as compras ou empréstimos.

É possível se inscrever no Desafio a qualquer momento e todos os livros lidos em 2012 contam para o desafio, independentemente de quando você se inscrever. E no início de cada mês do ano terá um link para adicionar seus comentários sobre o livro que leu.  Audiobooks não contam, mas todos os outros formatos serão aceitos.

Estou bem empolgada com o Desafio, com ele poderei melhorar meus conhecimentos sobre essas criaturas fascinantes.

O Meme Literário de Um Mês 2011 – Dia 17

Cite um livro que você achou que iria gostar e acabou não gostando. (Fale sobre ele)

Um livro que eu queria muito ler, estava sempre procurando informações sobre ele e tinha muitas expectativas sobre foi Morgan: O Único, de Douglas Eralldo. Pela sinopse eu esperava um livro incrível, afinal como um livro sobre zumbis poderia ser ruim? Pois a decepção foi muito grande. Apesar do assunto que me fascina, eu não apreciei o livro como gostaria. Como fã de zumbis, achei a história mal contada, sem motivação e sem a adrenalina típica das histórias de mortos-vivos. O livro tem seus méritos e suas desculpas, mas mesmo assim foi uma decepção para mim. Eu entendo que é o primeiro livro do autor e ressalto a originalidade e a potencialidade dele, mas acho que faltou maturar um pouco mais a ideia e o próprio texto.

Para ver as respostas dos outros dias, clique aqui.

The Walking Dead – Trailer da 2ª temporada

The Walking Dead 2ª temporadaÉ duro ter de esperar um ano por uma série que gostamos. Mas agora faltam menos de um trimestre para a segunda temporada da super série de zumbis que conquistou muita gente. The Walking Dead da AMC volta no dia 16 de Outubro. E para quem ainda não viu, segue uma prévia generosa: um trailer de quase 5 minutos, o trailer da segunda temporada:


Link Direto

É de arrepiar! A próxima temporada promete, ao invés dos seis episódios da primeira, na nova temprada seremos brindados om 13 episódios. É esperar para ver tripas, sangue e muito zumbi morrendo.

Areia nos Dentes, de Antônio Xerxenesky

Areia nos Dentes

Livro de faroeste com zumbis. Sim, para impressionar já de antemão. Como o Daniel Galera falou na primeira linha da orelha do livro: “Se tem zumbi no meio, só pode ser bom”. Acho essa frase muito verdadeira, com raríssimas exceções. E Areia nos Dentes definitivamente não é uma excessão. O livro está aí para confirmar que história com zumbi é boa de ver, de ler e de contar. Xerxenesky usa e abusa das referências cinematográficas para compor seu cenário inusitado: o oeste, aquele velho oeste de filme americano (seja ele filmado na Itália ou na Espanha, ou não). Confesso que o gênero de filmes nunca foi meu forte, que vi apenas o primeiro dos filmes da trilogia dos dólares e, que apesar da paixão pela trilha sonora, eu tive de revê-lo, pois da primeira vez eu dormi. Sim, eu gostei muito do filme, mas ainda não criei coragem para retomá-los (segundo o @cavalca isso é um pecado sem tamanho, ele sim, um fã de Clintão).

Mas nem só de referência cinematográfica vive o primeiro romance de Xerxenesky. No romance tem também uma pequena referência à obra Romeu e Julieta de Shakespeare. A eterna briga entre duas famílias e o moço de um lado se apaixona pela moça da outra família. Mas esse não é o principal argumento. A história, ou as histórias, giram em torno da família Ramírez. Uma no passado. Outra no presente (2007). No presente o velho Juan Ramírez, na Cidade do México, resolve contar a história dos seus antepassados sem saber muito bem o porque de tal resolução repentina. No passado, os antepassados de Juan, uma família Ramírez cravada no meio de Mavrak, um lugar que bem poderia ser uma cidade-fantasma, se não fosse pelo fato de ser habitada (conforme ficamos sabendo durante a narrativa). O narrador, Juan Ramírez do presente enfrenta seus próprios medos e anseios enquanto escreve sua história sobre a rivalidade entre os Ramírez e os Marlowes.

A briga entre as duas famílias é antiga e começou nem se sabe como, de tanto tempo que faz. Miguel Ramírez, o patriarca, incumbe seu filho Martin de invadir a mansão dos Marlowe e descobrir o que eles estão armando no porão. Acontece que na manhã seguinte em que ele esteve lá (e não cumpriu sua missão), é encontrado morto em sua própria casa. o mistério está instalado no povoado. Quem matou Martín? Para Miguel isso é óbvio, foram os malditos Marlowes. Mas o que ninguém esperava era a chegada de um Xerife na cidade para resolver o mistério. O outro filho de Miguel, Juan (de onde vem o nome de nosso narrador) não é bem o tipo vingativo, cowboy ou herói, sequer sabe manejar uma pistola. Mas o foco narrativo paira sobre ele. Ele é o Romeu de uma Julieta Marlowe, ele quer ser aceito pelo pai, quer merecer o lugar do falecido irmão, quer honrar a morte de seu irmão, e aceita as ordens do pai de procurar um xamã no meio do deserto para pôr em prática uma vingança terrível contra a família rival.  Continue lendo →

Assista Zombies Infect Lego City

Eu amo lego, quando criança eu tinha um jogo dos coloridos e ainda guardo um todo cor de rosa que montava uma linda casinha de bonecas. Mas o tempo passou e os interesses mudaram e hoje os legos são cheios de conjuntos diferentes, de Star Wars a Harry Potter. E tem ainda aquelas pessoas criativas e cheia de habilidades manuais que criam diversas coisas, de cenários a curta-metragens, usando os famosos pinos lego.

E se misturar lego com zumbi temos uma combinação épica! E foi o que o Tomjoetwins fez. Ele fez uma animação na qual uma infecção se espalha em uma Lego City e os zumbis se multiplicam de forma desenfreada. Lego City sobreviverá? Assista Zombies Infect Lego City.


link direto

Publicado originalmente no MOZW.