Arquivo

agosto 2009

Posts em agosto 2009.

Blog Day 2009

Blog Day 2009
Quase, mas quase deixei passar batido esse dia tão bacana, o Blog Day 2009.

E como comemoração tenho de listar cinco novos Blogs que eu ache interessantes.

Então lá vai:

Console Sonoro

Existem blogs de todos os tipos, com os mais variados assuntos, mas um tão inusitado eu só conheço esse. Música de Videogame. Isso mesmo, um blog só sobre músicas feitas para games. Um barato.

Pergunte ao Cavalca

Eu não poderia deixar de indicar o mlehor blog sobre seriados de todos os tempo! E que ainda por cime é escrito pelo blogueiro mais lindo e charmoso da blogosfera.

Banana Craft

Um belo blog sobre os segredos das crafters e muitas dicas para fazer coisas bacanas e muito bonitas by your self!

Hellfire Club

Um ótimo blog sobre filmes, séries e livros. Praticamente tudo que eu gosto.

Hit Na Rede

A Cler é uma pessoa maravilhosa e tem um dos melhores blogs sobre música que eu conheço. Leio todos os dias (desculpa aí se eu sou desleixada com os comentários).

Saga dos Volsungos (Anônimo do séc. XIII)

Saga dos Volsungos. Anônimo do séc. XIII. Org. e trad.: Théo de Borba Moosburger. São Paulo: Hedra, 2009.

A ótima tradução de Théo Borba, direta do islandês antigo, traz ao público brasileiro uma das obras mais fantásticas da literatura nórdica medieval. Do nórdico antigo: Völsunga saga, a obra original é uma compilação de várias histórias que faziam parte da tradição oral da Islândia.

O texto em forma de prosa narra a origem, o auge e o declínio do clã dos Volsungos (descendentes do rei Volsung). Também conta a história do herói Sigurd, que mata o dragão Fafnir e integra um triângulo amoroso com a valquíria Brynhild e o rei Gunnar.

A obra é um clássico da literatura mundial que influenciou e inspirou diversos escritores e artistas. entre eles encontramos o compositor Wagner, J.R.R Tolkien, cuja trilogia O Senhor dos Anéis foi diretamente inspirada por esta saga, e Jorge Luis Borges, que se envolveu com a literatura islandesa do Medievo, publicando estudos críticos sobre ela (os quais eu pretendo ler muito em breve).

A experiência de ler um texto tão antigo é fascinante. O conteúdo é incrivelmente sedutor, no entanto a narrativa é um pouco truncada no início devido aos nomes difícieis dos personagens e dos lugares. Mas no decorrer da leitura isso já não é mais problema.

Um ponto extra para a publicação deve ser creditado pelos resumos de cada capítulo apresentados no final da obra. É possível recordar os fatos e os nomes (que são muitos, apesar do texto pequeno), além de facilitar a volta a determinados acontecimentos depois de terminada a leitura.

Continue lendo →

Novo perfil no Twitter

Aviso de utilidade pública!

Quem me seguia no twitter já deve ter notado que não há mais atualizações. Minha conta foi suspensa a cerca de um mês e eu fiquei este tempo todo esperando para ver o que seria definido sobre ela. Mandei alguns emails para o serviço e nenhuma resposta. Portanto eu resolvi criar uma nova conta, @clandestini agora é @_clandestini.

Que seguia antes pode continuar seguindo, quem não seguia, follow me!

O terror de Sam Raimi

Sam Raimi está na boca do povo com seu novo longa de terror Arraste-me Para o Inferno (Drag Me to Hell; EUA; 2009) Que estreou em terras tupiniquins apenas na última sexta-feira – lá pelas bandas do Tio Sam a estréia foi em Maio. Eu ainda não pude ver o tão comentado filme, mas óbviamente já vi o trailer e fiquei bastante interessada.

E em um dos trailers uma frase me chamou a atenção: “do mesmo diretor de Homem Aranha“. Tudo bem que Homem Aranha (pelo menos os dois primeiros) são bem bacanas e tal, mas porque diabos este anúncio? Homem Aranha não é o tipo de filme que creditaria alguém para fazer um bom filme de terror. Por que não anunciar assim: “do mesmo diretor de Uma Noite Alucinante“? Seria mais apropriado.

E como a primeira trilogia eu vi (não, não foi Homem Aranha), vou falar sobre os filmes que credenciam Sam Raimi para fazer filmes de terror.

A Morte do Demônio / Uma Noite Alucinante – Parte 1 – Onde Tudo Começou

(The Evil Dead; Dir: Sam Raimi; EUA; 1981) ****/*****

Uma Noite Alucinante é o primeiro filme da trilogia dirigida por Sam Raimi e é um dos maiores representantes de um dos sub-gêneros do cinema de horror, os filmes de “violência explícita”, ou seja, filmes cujos roteiros procuram mostrar o horror de forma mais crua e direta ao invés de usar da sugestão para assustar o espectador. O objetivo não é apenas assustar, é também enojar o público. Cheio de clichês (jovens que vão para um lugar isolado na floresta, instalando-se em uma casa aparentemente abandonada que acidentalmente invocam o demônio) e muito sangue falso, tripas e partes do corpo decepadas, este é o mais assustador dos três filmes.

Continue lendo →

O melhor da 2ª temporada de True Blood até agora

A segunda temporada de True Blood estreiou nos Estados Unidos em junho deste ano e já está no sétimo episódio, exibido no dia 02 de Agosto. Minha intenção era escrever um post por episódio da série, mas a idéia morreu devido aos planos extra web que tenho (entenda: muitos livros para ler para passar em alguma das muitas seleções de mestrado que estou cogitando e em concursos para professora de História). Por isso resolvi fazer uma lista das melhores coisas na série até agora, única e exclusivamente segundo meu gosto pessoal. Mas cuidado com os possíveis spoilers (se ainda não viu não leia, a não ser que não dê importância para surpresas)

Episódio 1 – Nothing But the Blood

Esse episódio foi meio murrinha, para uma estréia estava bem ruim. O melhor deste episódio foi a “filha” adolescente de Bill, Jessica (Deborah Ann Woll). A cena em que Bill lhe ensina a reciclar os frascos de True Blood é a melhor ao lado do desespero de Lafayette no porão misterioso. E minha nossa, não consegui me controlar quando me dei conta que o Terry Bellefleur (que trabalha no bar do Sam) já fez Gilmore Girls. Ele era o Zack Van Gerbig, amigo de banda e depois namoradinho da Lane.

Episódio 2 – Keep This Party Going

Nesse episódio fica evidente uma das melhores atuações da temporada até agora: Ryan Kwanten. A ingenuidade e até mesmo a burrice de Jason dão um tom diferente para o personagem que na primeira temporada foi bem chatinho. Uma das melhores cenas foi a conversa entre Jessica e a “madrastra” Sookie.

Continue lendo →

Aviso Importante

Agora à noite, quando ligo o computador pela primeria vez no dia, eu dou de cara com algumas directs (mensagens privadas) do twitter na minha caixa de emails perguntando sobre uma direct que eu teria mandado. Fiquei surpresa, pois para algumas pessoas eu nunca havia mandado nenhuma mensagem direta pelo twitter.

Fui checar na minha própria página do twitter porque o twitterfox não aceitava minha autentificação. E eis que minha surpresa foi ainda maior. Tive minha conta suspensa para investigação por atividades estranhas.

Portanto, se recebeu alguma mensagem minha, em inglês, estranha, com algum assunto que não seja usual para minha pessoa, saiba que não fui eu quem enviou. Sinto, mas acredito que minha conta foi invadida por algum spammer ou vírus e não estou nada contente com isso. Espero sinceramente que este incidente seja resolvido o mais rápido possível.

Por favor, se alguém também está passando (ou passou) por algo semelhante deixe um comentário dando dicas de como posso agilisar o processo.

Minhas sinceras desculpas para aqueles que receberam essas mensagens.