Archive

Literatura

Posts on Literatura.

O evangelho segundo a serpente, de Faíza Hayat

Faíza Hayat, O Evangelho Segundo a SerpenteA edição muito bem feita, com todo zelo e cuidado da Língua Geral encanta qualquer amante de livros: parece um moleskine, com direito a elástico para prender as páginas, corte roxo, páginas creme, fonte com o espaçamento ideal e páginas pretas para separar as partes do pequeno livro de 142 páginas da escritora de família portuguesa e católica pelo lado da mãe e indiana e muçulmana pelo lado do pai. Além disso, a orelha tem a indicação de Mia Couto. Quem não gostaria de levar um livro assim para casa.

No entanto, minha consciência sempre me diz: não leve um livro apenas pela capa. Ok, não foi isso que eu fiz. Fiquei curiosa pelas palavras de Faíza Hayat depois da indicação de Juliana Gervason, em um de seus Tudo Junto e Misturado (aqui e aqui) e saí procurando no Estante Virtual. O livro chegou aqui em casa e foi para a estante, e lá permanceu por quase um ano sem que eu sequer tocasse nele. Um sacrilégio, pois ele deveria ter sido devorado na mesma hora que adentrou minha porta. Infelizmente a vida adulta chegou e eu não estava (e continuo não estando) preparada para ela, e fui consumida pela minha desorganização monumental e a consequente falta de tempo para respirar.

Algumas, poucas, leituras depois, eu resgato da estante o livro de título curioso e aparência belíssima. Comecei a ler despretensiosamente. As primeiras páginas possuem uma beleza incomparável, aliás, o livro todo é assim. Cheio de possíveis citações em livros, blogs, facebook e até tatuagem.

O que me sustenta é a beleza. Rezo ao deserto para que continue a receber-me; rezo ao mar, e em especial ao grande e sereno Oceano Índico, para que não deixe nunca de me consolar com a sua voz de espuma; rezo às papaias pela sua carne e às goiabas pelo seu perfume. Rezo ao deus indiferente dos gatos porque os fez magníficos e ao das baleias e das vacas pela sua mansidão. Sou mulher: rezo a tudo o que floresce e frutifica – nada que cante ou que dance me é indiferente. Nada que fira ou destrua me é semelhante. (Faíza Hayat)

Mas mesmo com a beleza da narrativa de Faíza, o livro não me prendeu logo de início. Porém as coisas começaram a mudar e a narrativa – que de início era mais reflexiva – começou a ganhar mais ação e quando a leitura passou para a segunda das seis partes da história eu não consegui mais largar o livro.

É surpreendente o que a mistura de arqueologia, religião, amor, escrita em línguas antigas, mistério e poesia pode fazer. Um livro que mesmo ao acelerar o ritmo da narrativa não perde a beleza e a delicadeza. Fiquei realmente emocionada com a escrita de Faíza e certamente quero ler outras coisas da autora. Esse foi seu romance de estreia, mas os próximos que virão estão na minha lista de espera para futuras ótimas leituras.

O evangelho segundo a serpente
Faíza Hayat
Editora Língua Geral
Coleção Ponta de Lança
144 páginas

Rating: ★★★☆☆ 

Posted by

Coisa de Louco, de John O’Farrell

Coisa de LoucoCoisa de Louco do escritor  britânico John O’Farrell tem uma premissa muito interessante: pais desesperados que fazem tudo por seus filhos. TU-DO. Escolhi ler esse livro para o Desafio Literário no tema comédia, porque as indicações da contracapa diziam que o livro é hilário. Infelizmente não foi bem essa a impressão que tive da obra.

Infelizmente a parte inicial da narrativa é bem monótona. Vale a leitura, é claro, principalmente por umas sacadas muito boas e em especial pelos três últimos capítulos que são realmente interessantes e fazem o livro todo valer a pena de ser lido – mesmo que a classificação de livro de humor não seja verdadeira, pelo menos no meu caso, que não achei o livro tão engraçado a ponto de dar gargalhadas, apenas alguns sorrisos em trechos esparsos. Eu gostei das personagens, achei a ideia maluca de assumir o lugar da filha para fazer uma prova sensacional, mas graça que é bom veio em doses homeopáticas.

O bacana do livro são as questões sociais que ele levanta: o comportamento de pais super protetores, a classe média se fechando cada vez mais em prisões particulares em casa, na escola, no carro blindado, a diferença gritante entre aqueles que podem pagar pelo seu bem estar e proteção e aqueles que vivem à margem desse mundo, sujeitos a violência, poucas chances de mudar de vida, etc. Mas uma das coisas mais interessantes e que me fez refletir foi a opção final dessa mãe surtada. Não vou contar para não dar spoilers, mas fiquei muito feliz com a imagem de escola pública que o autor descreve e principalmente com a reflexão sobre os motivos de se frequentar a escola, foram impecáveis.

Para ter uma ideia, demorei dois meses para terminá-lo, pois a cada capítulo lido eu ficava pelo menos uma semana sem tocar no livro simplesmente porque ele não me atraía. Já os três últimos capítulos me prenderam tanto que nem dei bola para o mundo acontecendo ao meu redor. E eu fiquei bem feliz com o final. Várias vezes durante a leitura fiquei me perguntando como poderia terminar um livro em que a mãe é capaz de se travestir de criança para fazer um exame de admissão no lugar da filha. Felizmente o final não decepciona, e apesar de não acontecer o mais esperado (o que seria também um desapontamento), o que acontece deixa uma sensação de acalento, um afago leve no leitor.

Coisa de Louco (May Contain Nuts)
John O’Farrell
Editora Record
382 páginas
Goodreads | Skoob

Rating: ★★★☆☆ 


Posted by

Doctor Who em eBook – Eoin Colfer fala sobre sua participação no projeto

Hoje é dia 11/01, dia de Eoin Colfer apresentar o primeiro ebook especial para 50º aniversário Doctor Who, A Big Hand for the Doctor, que sai 23 de janeiro de 2013.

Ouvir do próprio Eoin o que ele preparou em sua história sobre o primeiro Doutor é super emocionante! E ele já adiantou que o nosso querido Doutor estará de volta a Londres Vitoriana!!! Se não aguentar de ansiedade para ler o que ele nos reservou de surpresas, pode ler um trecho do livro no site do jornal The Guardian, ou baixar uma amostra grátis na Amazon. Há, quem quiser comprar na pré-venda agora pode fazer pela iBookstore também.

Adorei o vídeo, pena que e curtinho. Eu já vi dezenas de vezes e mal posso esperar para conhecer a história completa. Dá uma olhada no vídeo também:

Posted by

Doctor Who em eBook!!! <3

No ano que marca os 50 anos da mais maravilhosa das séries, Doctor Who, nós fãs somos presenteados com mais uma novidade incrível do universo Who: a contratação de 11 autores britânicos para escrever 11 histórias de Doctor Who e serem publicadas em ebook. Não é o máximo?

Vai funcionar assim: cada autor escreverá uma história contemplando um dos doutores. As histórias serão liberadas aos poucos, uma por mês, sempre no dia 23 (pois o dia do aniversário de doctor Who é 23 de Novembro), sendo que a primeira será sobre o primeiro Doutor e sai em Janeiro, a segunda será sobre o segundo Doutor e sai em Fevereiro e assim sucessivamente até a 11ª história sobre o 11º Doutor em Novembro.. Os livros digitais serão publicações da editora britânica Puffin e o primeiro deles já está em pré-venda na Amazon para Kindle pela bagatela de US $ 2,68. Uma maravilha. Quem não tem Kindle também pode comprar e ler nos aplicativos disponibilizados gratuitamente na própria Amazon, ou converter para epub no Calibre, é claro.

E como se apenas essa novidade não gerasse expectativa o suficiente, a identidade dos autores será mantida em sigilo até a data de lançamento de cada livro. E sabemos também que os autores serão grandes nomes da literatura infanto-juvenil britânica. Quem chuta que um deles será nosso querido, amado, salve salve Neil Gaiman?

Como eu já citei anteriormente, o primeiro livro com a história sobre o primeiro Doutor já está em pré-venda, portanto já é de conhecimento público o nome do autor: Eoin Colfer, autor dos livros Artemis Fowl e o escolhido para dar continuidade aos livros de Douglas Adams, O Guia do Mochileiro da Galáxia. Não é incrível? Nunca li o autor, mas sempre ouço e leio muitos elogios sobre sua obra, então acredito que será um grande livro.

E para continuar com números cabalísticos e referenciais de Doctor Who, sempre no dia 11 (sacou? 11 doutores, dia 11…) o canal do Youtube  da BBC especial sobre Doctor Who publicará um vídeo promocional apresentando o autor da história seguinte. O vídeo sobre Eoin Colfer sairá nessa sexta (popularmente conhecido como amanhã) dia 11/01.

O título desse primeiro ebook é A Big Hand For The Doctor, e eu mal posso esperar para ler! Gente, US $ 2,68 é muita pechincha. Eu já baixei minha amostra grátis do livro e estou me coçando para comprar logo… Para falar a verdade eu não sei o que estou esperando! Felicidade define!

Olha a capa, que coisa mais linda:

Fonte: BBC América / Anglophenia

Posted by

Desafio Literário 2013: participação não-oficial

Desafio Literário 2013

Minha lista foi feita hoje, 04 de Janeiro de 2012. Atrasada, eu sei, como sempre. Mas eu não vou fazer uma participação oficial, não quero me prender muito esse ano, pois falhei miseravelmente em 2012. Pelo menos a vida pessoal foi muito bem obrigada, com uma porção de novas atividades (emprego novo, pós, casa nova, gatos novos etc.etc.etc.). Mas de qualquer forma eu quis fazer leituras baseadas nos temas do Desafio Literário de 2013. Primeiro porque eu participo desde a primeira edição. Depois porque eu participei (escassamente, diga-se de passagem) da organização em duas edições anteriores. e ainda porque considero um desafio muito bacana e que merece ser prestigiado. Além disso, os temas esse ano estão muito bons.

Como eu organizei a lista de livros?

Eu olhei os temas e fui percorrendo minha estante e vendo o que eu tenho e ainda não li que se encaixa no tema X. Eu também priorizei livros que já tinham sido eleitos nas edições anteriores e que por um motivo ou outro eu não consegui ler (nem durante o desafio, nem depois). Eu escolhi apenas um título por tema, pois minha experiência de escolher mais de um livro por mês mostrou que eu não consegui vencer a empreitada. É claro que alguns dos temas eu não consegui encontrar na estante e eu tive de roubar um pouco na regra que eu mesma criei.

E então, vamos a lista per se?

Janeiro – Tema Livre

Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós! O tema mais difícil? Quase. Acabei optando por um livro que está há muito tempo na lista de necessidades literárias e catei na estante do Ju (olha a Daniela roubando já no primeiro mês) A Invenção de Morel, de Adolfo Bioy Casares.

Fevereiro – Livros que nos façam rir

Optei por um livro que está na estante desde a Feira do Livro de Porto Alegre de 2010: Coisa de Louco, de John O’Farrel. Tiro no escuro, a compra e a escolha.

Março – Animais protagonistas

A escolha óbvia seria A Revolução dos Bichos, de George Orwell. Mas eu já li duas vezes, então não vale. E não é que olhando mais atentamente para a estante eu vi A Vez do Bola de Neve, do John Reed, uma espécie de continuação de A Revolução dos Bichos, que uma amiga muito querida me presenteou. Escolha feita.

Abril – Uma ou mais das quatro estações no título

Eu – e muitas outras pessoas – escolhi O Rei do Inverno (As Crônicas de Artur #1). Ganhei de presente do Ju ano passado (2012) e já tem data marcada para leitura. E é o único da estante com estação do ano no título, eu acho.

Maio – Livros citados em filmes

Mais uma compra da Feira do Livro de Porto Alegre (dessa vez a de 2011). Única leitura em inglês do desafio, o que será um verdadeiro desafio: The Adventures of Tom Sawyer, de Mark Twain, citado em Dogville.

Junho – Romance Psicológico

Esse tema foi difícil. Todos os romances psicológicos que eu tenho eu já li. Acabei escolhendo um que não tenho e terei de comprar (o único!): Solar, de Ian McEwan.

Julho – Cor ou cores no título

Eu tinha dois vermelhos na estante. escolhi A Virgem Vermelha, do Fernando Arrabal. Arrabal faz parte da estática do absurdo, então tenho que me preparar para viajar com esse livro.

Agosto – Vingança

Olha o desfile de obviedades começando. O único com a temática que tem na minha estante (juro!!!) é V de Vingança, de Alan Moore e David Lloyd. E já passou da hora de ler.

Setembro – Autores Portugueses Contemporâneos

Ai ai ai. A dúvida mortal. De autores contemporâneos eu fico devendo leitura. Que vergonha. Não tenho nada na estante e vou apelar para os ebooks. O Problema é que não encontro nenhum arquivo de Livro, do José Luis Peixoto. Nem de Cemitério de Pianos (do mesmo autor) que são os livros que eu gostaria de ler para esse mês. Então, se alguém tiver ou souber de um arquivo .mobi dando sopa (ou um e-pub mesmo, porque o Calibre tem a força e eu posso converter) eu agradeço. :)

Outubro – Histórias de superação

Mais um probleminha. Estante não tem nada com o tema, Aliás, tenho Julie & Julia, mas eu já li. Então eu escolhi um que eu não tenho: Um Otimista Incorrigível, do Michael J. Fox. Um livro que eu fiquei bem a fim de ler na época que todos comentaram e que não deu por uma série de motivos. Então eu resolvi ler no Kindle. O problema: também não acho o ebook. Alguém tem ou sabe onde conseguir?

Novembro – Livros que foram banidos

Apesar de não achar que Ponte para Terabítia (Katherine Paterson) mereça realmente estar nessa categoria, foi minha escolha por ser o único não lido na minha estante que atendia aos requisitos mínimos.

Dezembro – Natal

A escolha óbvia: Um Conto de Natal, de Charles Dickens. Para ler no Kindle.

E então, animação total com as leituras em 2013 que, eu espero, sejam muito mais do que em 2012 (ano magro em leituras e gordo em tantas outras coisas). Alguém mais vai participar do DL 2013? Vale participação oficial e não oficial como a minha. Deixa nos comentários a opinião sobre o desafio, sobre a minha lista e sobre a vida, o universo e tudo mais que eu adoro ler.

Posted by