Primeira vez sobre rodas: Roller Derby

Ilustração linda de Derby Girls, e eu sou claramente a menina do meio :p (Achei no Pinterest, mas não tinha referência. Se alguém souber de quem é, por favor me avisa)

Você tem um minuto para ouvir a palavra do Roller Derby? 

Eu conheci o Roller Derby no filme Garota Fantástica e fiquei fascinada. Adivinha, fiquei obcecada e por um tempo essa foi a coisa que mais procurei pela rede.

Mas o que é Roller Derby? Uma definição rápida:

Um esporte jogado por duas equipes de cinco membros que patinam, na mesma direção, à volta de uma pista. A partida consiste numa série de pequenos jogos (jams), nas quais ambas as equipas nomeiam uma jammer, que marca pontos ao ultrapassar membros da outra equipe. As outras integrantes têm que jogar na ofensiva e na defensiva simultaneamente, uma vez que têm que impedir a jammer da outra equipe de marcar pontos, enquanto a sua própria jammer”marca os pontos. Ganha o time que tiver mais pontos no jogo. Fonte: wikipédia

Comecei a pesquisar feito louca vídeos, imagens e textos sobre o esporte. Mas não podia praticar porque não tinha uma liga/time perto de casa. Isso até eu descobrir a existência das Wheels of Fire Roller Derb Club, a primeira equipe de Roller Derby de Porto Alegre. As meninas treinavam no centro da capital gaúcha e na época eu morava em outra cidade. Aí o que eu fiz? Coloquei um monte de empecilho: moro longe, os horários dos treinos ficam ruim pra mim, nunca patinei, então na vai dar, não tenho grana pra investir em patins, e por aí vai.

Tudo desculpa esfarrapada, eu sei. E desde a primeira vez que eu ouvi falar desse esporte – que é quase que exclusivamente feminino, que abraça diferentes tipos de corpos e é super riot grrrl – eu fiquei colocando todas essas barreiras pra que eu não começasse de fato a praticá-lo. Aliás, nem treino eu assisti com o tanto de barreira que criei. MAS… Essa semana teve chamada para mais um recrutamento das Wheels of Fire e dessa vez eu não tinha desculpa. Afinal de contas os treinos acontecem a 200 metros de casa, as meninas ensinam a patinar do zero e os horários dos treinos combinaram super com meus horários livres.

Domingo, 02 de abril de 2017, meu primeiro contato real com o Roller Derby.

Foram quase quatro horas de muito aprendizado com outras meninas que tem histórias muito diversas e se aproximaram do esporte de maneiras tão diversas quanto. Aprendizado teórico, um pouquinho de demonstração com as jogadoras super feras do time, um pouco de treino da movimentação básica sem patins e, claro, colocar os patins no pé.

Eu fiquei morrendo de medo, afinal de contas eu NUNCA andei de patins na vida. Coloquei todo o equipamento de segurança: capacete, cotoveleira e joelheira (protetor bucal não, né gente, porque é pessoal e intransferível). E finalmente coloquei os patins. Confesso que foi muuuuuito difícil, mas em quinze minutos eu consegui sair do completamente travada para andar uns centímetros direitinho, embora quase agarrada nos braços da minha instrutora. Caí? Caí sim. De bunda. Mas não doeu nadinha. E se tivesse caído de frente estaria completamente protegida pelo equipamento.

O Roller Derby é um esporte super democrático, que abraça todos os corpos, inclusive os corpos gordos (como o meu) e muito empoderador. Muitas meninas que não encontram lugar nos esportes mais tradicionais podem praticar e serem muito felizes com o Roller Derby. Me senti muito acolhida pelas meninas e fiquei realmente empolgada. Muito mais empolgada do que já estava. E o medo de patinar será facilmente superado. Disso eu tenho certeza.

Mas tem um pequeno probleminha. O investimento inicial é bastante alto. O equipamento de segurança corporal mais o protetor bucal e capacete deve sair em torno de uns R$ 300,00. E não para por aí, já que o investimento mais alto é o patins. Existem marcas importadas e nacionais – que, claro, são mais baratas. Usado sai ainda mais em conta. Ainda assim não é uma coisa que qualquer um decide comprar da noite para o dia. Saí do recrutamento determinada a realmente começar a treinar, então estou procurando um patins com um bom custo benefício (provavelmente um usado e nacional) para iniciar e, mais adiante, investir em um melhor.

Cheguei em casa transbordando de felicidade por finalmente ter criado coragem de participar de um recrutamento e por ter conhecido tantas meninas bacanas. Foi realmente uma experiência incrível e me deixou mais determinada do que nunca em ser uma Derby Girl. Estou ansiosa pelos primeiros treinos e não vejo a hora de comprar meus patins!

E você, já conhecia o esporte? Pratica ou já teve vontade de praticar?

5 comentários Comentário via blog

  1. huahua eu também conheci o roller derby através de Garota Fantástica. Dá vontade de praticar o esporte assim que o filme acaba *-* é bem inspirador!
    Eu não sei se conseguiria huaha pois o meu equilíbrio é um cocô, eu caio até paradah uahua
    Bruna Morgan recently posted..Memory Jar: Março ❤.My Profile

    Responder
    1. Eu também tenho problemas de cair parada hahahahaha, mas mesmo assim eu quero muito tentar e estou numa empolgação só! 🙂
      Daniela recently posted..6 em 6 – abril 2017My Profile

      Responder
  2. Eu já vi algo, mas acho que nunca entendi que era uma competição de times? Haha, não sou muito esperta =P Mas parece bem legal 😉 Esses patins ai de rodas emparelhadas são muito difíceis!!! Eu mal sei andar a pé, HAHA! Tá, eu já andei de inline, mas tá encostado porque eu moro num lugar cheio de morro XD

    Responder
    1. Roller Derby não é muito divulgado, super normal não entender direito o que aquele embolamento de gente se batendo em cima de patins significa 😉

      E olha, é muuuuuuuito legal. Recomendo.
      Daniela recently posted..um poemaMy Profile

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge