Arquivo

Drama

Posts em Drama.

Dollhouse – Season Finale: ‘Epitaph Two: Return’

Dollhouse – Epitaph Two: Return

Dollhouse – Epitaph Two: Return

Dollhouse – 2×13 – Epitaph 2: Return – 9,5

Exibido originalmente no dia 29 de Janeiro de 2010. Escrito por Maurissa Tancharoen, Jed Whedon e Andrew Chambliss e dirigido por David Solomon.

A saga da  “Dollhouse” chegou ao fim. Mostrando a burrice da audiência estadunidense em deixar uma série tão boa e com potencial para ir ainda mais longe tivesse um cancelamento tão prematuro.

Só não dou um 10 bem lindo para esse último episódio porque algumas questões ficaram sem respostas (questões pequenas que só eu mesmo pra ficar matutando), mas de resto o episódio foi perfeito. Joss mostrou mais uma vez que ele pode fazer você se preocupar com qualquer personagem na tela, assim como fez inúmeras vezes com Firefly, Buffy. Acho que foi o melhor final que Joss e companhia poderia nos dar, considerando o tempo e os limites financeiros.

Dez anos se passaram desde a morte de Boyd Langton e da destruição da sede da Corporação Rossum. O episódio é a sequência dos acontecimentos de “Epitaph One” – o “episódio perdido” da primeira temporada – trazendo Mag (Felicia Day), Zone (Zack Ward) e mini-Echo (Adair Tishler) face a face com a “verdadeira” Echo (Eliza Dushku).

Dollhouse - Epitaph Two

Dollhouse - Epitaph Two

Tucson, a cidade “quartel general” da Rossum, agora é Neurópolis. As pessoas são tratadas como mercadorias, elas são capturadas para os líderes da Rossum poderem escolher o corpo que preferem para si. Repugnante. Além disso eles acumulam uma série de objetos como prataria, obra de arte e toda a riqueza que podem ter por perto. Eles mantém um refém muito importante, Topher (Fran Kranz), que tem a missão de construir um dispositivo que “apagaria” o mundo todo de uma só vez.

Continue lendo →

Dollhouse – recapitulando a segunda temporada (parte 2)

Dollhouse

Dollhouse

Retornando com a saga de Dollhouse depois de tanto tempo. Ainda não consegui me recuperar desse cancelamento. Mas uma hora teria de encarar e voltar a escrever sobre a série. Segue então a segunda parte dos breves comentários sobre a segunda e última temporada de Dollhouse.

Dollhouse – 2×9 – Stop-Loss – 9,0

Exibido originalmente no dia 18 de Dezembro de 2009. Escrito por Andrew Chambliss e dirigido por Félix Enríquez Alcalá.

Um episódio bastante sólido, onde descobrimos outras ramificações dos projetos da Rossum. A corporação investiu sua tecnoologia em um grupo paramilitares e descobrimos isso quando Anthony, após o término de suas obrigações para com a Dollhouse tem sua memória original reimplantada e logo que ele sai da Dollhouse é sequestrado pelos seus antigos colegas de exército.

Um episódio que mostra o passado do personagem e de como a Dollhouse se apodera das pessoas de uma maneira que o desligamento total é quase impossível. Um epiódio que mostrou resultados positivos para a mitologia da série. E é bacana quando começamos a ver que diferentes ativos começam a reter uma parte de algo que supostamente teria sido apagado, mesmo que seja lembranças ou impressões.

Dollhouse - Stop Loss

Dollhouse - Stop Loss

Dollhouse – 2×10 – The Attic – 9,5

Dollhouse - The Attic

Dollhouse - The Attic

Exibido originalmente no dia 18 de Dezembro de 2009. Escrito por Maurissa Tancharoen e Jed Whedon e dirigido por John Cassaday.

Um daqueles episódio de deixar tonto. Quando tudo parecia encaminhado para um lado, uma reviravolta mirabolante é jogada nas nossas mãos e ficamos com aquela sensação dedesmoronamento. Mais um pouquinho de Caroline, uma aventura pelo tão falado Sótão, uma conspiraçãozinha ali e finalmente a resistência. Um episódio que reúne tudo isso não poderia ser outra coisa senão maravilhoso.

Além da continuidade e conexões na mitologia, este episódio é também um dos episódios mais visualmente impressionante de Dollhouse. O diretor convidado (John Cassaday, que trabalhou com Joss em “Astonishing X-Men“) tinha um sentido claro de comunicação visual, e as imagens ajudaram a comunicar o caos familiar no centro do sótão.

Continue lendo →

Dollhouse – recapitulando a segunda temporada (parte 1)

Dollhouse

Dollhouse

A segunda temporada de Dollhouse foi ainda melhor do que a primeira (e olha que a primeira, apesar dos altos e baixos, foi bem boa). Já escrevi sobre os quatro primeiros episódios da temporada aqui no blog, e agora segue meus modestos comentários sobre os episódios restantes.

Dollhouse – 2×5 – The Public Eye – 8,0

Exibido originalmente no dia 04 de Dezembro de 2009. Escrito por Andrew Chambliss e dirigido por David Solomon.

O destaque desse episódio são as intrigas, as mudanças de direção e as surpresas. Echo é enviada para Washington, DC, com a missão de parar o senador Daniel Perrin antes que ele possa expor os segredos das Dollhouse’ – e por tabela os segredos da Rossum. Adelle e Topher também vão para a Dollhouse de Washington, DC, onde se encontram com a a programadora genial, Bennett Halverson (Summer Glau), uma mulher com uma ligação misteriosa ao passado de Echo e sua personagem foi um deleite para assistir. As reviravoltas todas que ocorrem na vida do Senador e com Echo ora no seu encalço, ora ajudando-o, muito bacana.Um episódio que misturou de forma bastante interessante a mitologia da série com as histórias individuais dos compromissos dos ativos. Muitas respostas foram reveladas, mas uma série de  outras questões foram levantadas.

Continue lendo →

Dollhouse – recapitulando a primeira temporada (parte 2)

Dollhouse

Continuando a recapitulação da 1ª temporada de Dollhouse:

Dollhouse – 1×07 – Echoes – 8,0

Exibido originalmente  no dia 27 de Março de 2009. Escrito por Elizabeth Craft e dirigido por James A. Contner.

Echo abandona uma missão e vai para para uma universidade nas proximidades, onde todo o campus está sendo afetada por uma misteriosa droga da memória. A Corporação Rossum pede para Adelle enviar um grande contingente de ativos para um campus universitário na tentativa de recuperar recuperar essa droga experimental. A droga traz à tona lembranças reprimidas que afetam a todos, incluindo os ativos. Algumas origens de Echo são reveladas neste episódio que é muito bom, uma sequência de informações relevantes são muito bem colocadas para o espectador.

Dollhouse – 1×08– Needs – 8,0

Dollhouse - Needs

Dollhouse - Needs

Exibido originalmente no dia 03 de Abril de 2009. Escrito por Tracy Bellomo e dirigido por Félix Enríquez Alcalá.

Os piores receios dos responsáveis pela Dollhouse são realizados, os ativos começam a despertar (não sem a providencial auda de Acho, Victor e Sierra) e recordar algumas das suas “vidas passadas” e planejam fugir da casa. É a primeira vez que temos uma narrativa inteiramente na casa. Um falha no processo de impressão despertou os ativos e eles perdem o estado de inocência,mas sem lembrar quem realmente são configura uma dinâmica envolvente, em que o espectador sente o potencial de suas perguntas sobre os personagens finalmente serem atendidas.

Continue lendo →

Dollhouse – recapitulando a primeira temporada (parte 1)

A primeira temporada de Dollhouse estreou em Fevereiro de 2009 nos Estados Unidos e aqui no Brasil foi ao ar em Agosto pelo canal FX. Foram 12 episódios oficiais mais o 13º extra e o melhor da temporada.

Vamos então recapitular episódio por episódio o que aconteceu em Dollhouse (de forma bem sucinta, prometo).

Dollhouse – 1×00 – Echo – 8,0

Dollhouse - Echo

Dollhouse - Echo

Esse é o piloto original da série, mas segundo o IMDB, foi ao ar apenas no dia 28 de Julho de 2009, mais de quase seis meses depois de iniciada a exibição da série e ainda segundo o TV.com, nunca foi ao ar. Mais uma vez a Fox não confiou no taco de Joss Whedon e se intrometeu na criação do gênio (sabe o que fizeram com Firefly?). O episódio foi escrito e dirigido por seu criador, Joss Whedon.

Echo é contratada para servir como uma perita em negociações por um empresário cuja filha foi raptada. Enquanto isso, o agente do FBI Paul Ballard arrisca sua carreira em busca da Dollhouse, sua investigação ganha impulso quando ele recebe uma foto de Caroline. Enquanto isso, Echo e alguns dos outros Ativos começam a mostrar sinais de auto-conhecimento, deixando Adelle, chefe da casa, um pouco nervosa. Um episódio bem bacana que tem bastante informação condensada e foi deixado de lado por qual motivo? I don’t know.

Dollhouse – 1×01 – Ghost – 7,0

Continue lendo →

Dollhouse em Setembto e Outubro (2009)

Dollhouse é uma série interessante, porque ela não é necessariamente maravilhosa, mas eu adoro. Ela não tem necessariamente os atores mais brilhantes das séries atuais, mas eu os adoro. Ela não tem necessariamente a audiência necessária para continuar no ar, e mesmo assim eu adoro. Vai explicar. Coisas de Joss Whedon.

Na primeira temporada ela teve altos e baixos e o melhor episódio da série foi um especial, o décimo terceiro que não fazia parte da série. Uma história de um futuro possível e apocalíptico (em 2019) para o universo das bonecas, onde um grupo de pessoas tentava desesperadamente fugir da cidade e qualquer tecnologia para evitar perder sua personalidade tendo a mente apagada e seu corpo roubado. Esse sim, um episódio brilhante, com ótimos atores e a melhor história de todas.

Confesso que gostaria de ver a série que se desenhou em Epitaph One, o tal episódio extra série, ganhar vida. Entretanto a realidade foi outra e vemos a continuidade dos acontecimentos dos episódios oficiais e ainda assim com um buraco: onde foi parar Alpha, porque ninguém está atrás dele?

Continue lendo →