Arquivo

Lost

Posts em Lost.

Links Love #10

1. E hoje, com a volta de Doctor Who, é bom rever os melhores e mais fofos momentos de Rory Williams na série, nesse vídeo ótimo postado no io9. Graças ao Ju, que me indicou a postagem, eu revi essas cenas lindas que me deixaram com lágrimas nos olhos. Mas faltou a parte da cena do casamento da finale da 5ª temporada – The Big Bang – em que ele fala “I was plastic!” ao recuperar a memória de tudo o que viveu com Amy e o Doutor.

2. O Marcelo do Prós e Contras publicou um texto ótimo chamado A França pelas lentes do cinema estrangeiro que faz parte de uma série de textos para Festival CeC de Cinema Francês do fórum Cinema em Cena.

3. Meu amigo Chico, grande historiador, escreveu no seu blog um excelente texto sobre a absurda homenagem ao general rio-grandino Golbery do Couto e Silva (1911-1987).

4. E para quem viu Lost, uma lista bacana com as obras literárias referenciadas na série (via Mi Müller).

5. Receitinhas de Hot Chocolate & Cinnamon Cookies. DIY now! Lá no blog A Series of Serendipity.

Sobre o final de Lost

Lost - The End

Lost - The End

O que falar sobre o final de Lost? Tanto já se disse, muitos escreveram (de coisas boas até a completa falta de entendimento da série e principalmente do final). Pois é. eu não posso dizer que me satisfiz com aquele final. Na verdade eu achei um episódio bom, interessante para um final, mas de outra série. Lost precisava ser diferente. Sei lá, acho que aquela coisa meio espiritualista não agradou. Preferia um final mais ficção científica, se é que me entende. Não pareceu que o final fora programado e pensado desde a quarta ou terceira temporada como os criadores disseram/prometeram. Mas também, quem sou eu pra falar.

Não pense que achei um final de todo ruim, pelo contrário, gostei bastante de muitas coisas, só achei que Lost merecia mais. Pra ser sincera, os finais de Battlestar Galactica, Buffy, entre outras, mexeram muito mais comigo.

O final não amarrou bem a temporada, quem dirá a série inteira, com suas seis complexas temporadas, a sexta temporada teve muita enrolação, apresentação de coisas, fatos e pessoas que em nada contribuíram para o enredo e para o desfecho final e  explicação fundamental não foi feita.

O final não satisfez todas as dúvidas. eram tantos outros que já perdi a conta e os últimos outros que apareceram eu ainda não sei de onde saí­ram. Fiquei sem saber uma porção de coisas. Na verdade, o episódio serviu mesmo para juntar casais e resolver pendências de alguns personagens. E como eu vibrei ao rever Charlie, e como chorei ao juntarem ele com Claire, sem dúvida aquilo que mais senti falta depois da terceira temporada. E vibrei muito também com Juliet e James juntos de novo. Mas pra série esse final não serviu muito.

E mesmo tendo gostado desses reencontros (o que fez com que eu gostasse um pouco do episódio), o finalzinho mesmo foi cretino: uma reunião póstuma, com direito a descobrir que estavam todos em uma espécie de purgatório, e pior, em uma igreja que se ilumina para o céu quando as portas se abrem quando eles estão prontos para conhecer a graça divina.

Mas, tem uma pergunta que preciso fazer: será que J. J. Abramns e Damon Lindelof realmente acham que todo mundo caiu nessa de que a ilha é uma rolha que tem uma rolha? Rolha de que? Pra que? Essa explicação foi dada e logo em seguida os fatos a desmentia, e ninguém se preocupou com isso.

Recomendo fortemente que leia textos de blogueiros especializados, os companheiros da Sociedade dos Blogs de Séries estão bem mais habilitados pra falar do que eu. Porque eu simplesmente ainda não consigo articular nada coerente em relação ao final de Lost.

Top 5 – Episódios de Comédia e Drama: Temporada 2008/2009

Desde março deste ano o trecos&trapos faz parte da Sociedade dos Blogs de Séries. Este não é um blog de nicho, as séries de televisão não são a pauta principal do blog, até porque eu falo sobre muita coisa. Como falo sobre tudo aquilo que gosto, as séries estão presentes, e muito.

Buenas, para participar da sociedade eu preciso realizar o Ranking Mensal dos episódios. E acima de tudo participar da votação do Jerry (um prêmio que elege os melhores em diversas categorias). E antes da votação eu preciso eleger os melhores episódios da temporada nas categorias drama e comédia (segundo minha opinião, é claro). Então aí está minha lista: Continue lendo →

Lost S05E06 – “316”

Esse não é um blog de séries, e eu não sou especialista no assunto. Mas eu gosto, e muito. E Lost é uma das minhas séries favoritas, e acompanho fielmente!

No último episódio, exibido quarta-feira passada nos Estados Unidos, uma série de novos acontecimentos confundem ainda mais e inserem novos mistérios à trama. A narrativa assumiu um formato linear, o que dá um diferencial ao episódio.

Spoiler Alert!

Depois dos dois primeiros episódios bombásticos, esse foi o melhor. Muito interessante as analogias com passagens bíblicas (as explicitadas em diálogos como a crença de Tomé e as metafóricas, como o lava pés indicado na troca de sapatos de Locke por Jack).

A transformação de Jack em alguém que acredita não foi completa (e talvez nem venha a ser), mas a chance para o misticismo e a religião foi dada. E mesmo que ele ainda não acredite, ele fez tudo que precisava. E Locke deseja que ele acredite realmente, mas isso só o tempo dirá.

E a ilha? Personagem principal da série ficou praticamente de fora do episódio. Em que tempo eles foram parar? Estão todos no mesmo lapso de tempo?

A missão ainda não foi cumprida, pois não bastou voltar para a ilha, aparentemente eles ainda tem de realizar alguma tarefa para normalizar a situação. Encontrar todo mundo que ficou preso, quem sabe.

Novos mistérios adicionados à trama. Oh God. O que aconteceu com o avião? Lapidus, WTF? Como Hurley e Sayde foram parar no voo?

Jack Shephard  e John Locke

O próximo episódio será focado em John Locke e chama “The Life and Death of Jeremy Bentham

Só para constar, a primeira coisa que pensei quando o episódio terminou: Tudo isso já aconteceu antes; tudo isso já aconteceu antes e vai acontecer novamente.