Minha Retrospectiva 2010

Estava pensando em como escrever sobre 2010. Daí apareceu uma retrospectiva em um formato interessante no Flores e Corações, que por sua vez foi baseada no meme proposto pelo blog is.adora.ble. Gostei da ideia e resolvi adotá-la. Como não segui dia por dia o meme, optei pelo formato “tudo junto e misturado“. Vamos lá?

Uma foto minha em 2010

O bom de 2010 foi…

Conhecer muitos amigos novos, nos dois projetos em que trabalhei/trabalho. As meninas do APERS e os cavaleiros da Távola Redonda entraram de vez na minha vida e fizeram morada fixa no meu coração. Mas não foram apenas pessoas próximas que fizeram do meu 2010 um bom, um ótimo ano. Tiveram as de longe também, mais especificamente um senhor de Liverpool que passou por Porto Alegre para um domingo perfeito. Foi o show da minha vida. Continuo amando cada vez mais, continuo empolgada e feliz com todos os que amo ao meu redor! Terminei a monografia de final de curso. Sou formanda de História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul: um sonho está se concretizando e ainda não caiu a ficha.

O problema de 2010 foi…

Descobrir que nem sempre as pessoas são o que demonstram ser. Na verdade eu tenho o costume de idealizar as pessoas e me decepcionar profundamente depois. Aí é sempre uma surpresa desagradável. Outro problema constante e quase insolúvel foi o dinheiro curto, coisa que dois estágios parcamente remunerados não ajudaram a resolver.

Meu momento “Eu sou Ryka” em 2010 foi…

Muitos. Comprei adoidadamente. Mesmo sem muito dinheiro no bolso gastei mais do que em anos anteriores. Comprei coisas que não costumava comprar (roupas, bijuterias, maquiagem) e continuei comprando minhas nerdices (livros e DVDs). Comprei também muitos presentes…

E o troféu me mata de orgulho de 2010 vai para…

Anarquistas na Guerra Civil Espanhola: Uma abordagem a partir das obras literárias de Ernest Hemingway e André Malraux – desculpe a falta de modéstia, mas esse trabalho foi mesmo o meu orgulho do ano. Escrever uma monografia não foi fácil, mas valeu muito a pena.

Em 2010 eu descobri que…

O Paul é meu Beatle favorito, a vida de adulta é difícil pra caramba, arrumar emprego na minha área é ainda mais difícil.

Em 2010 eu consegui…

Terminar a faculdade. Foram sete anos de estudo, trabalhos, provas, amigos, horas sentada em bancos de ônibus, leituras e diversão. Vai fazer falta.

Em 2010 eu tentei…

Ser uma pessoa melhor, emagrecer e enfrentar a vida com a cabeça erguida. Ainda não sei se consegui fazer tudo isso, mas foi bem difícil.

Em 2010 eu pensei em fugir para…

Muitos lugares. Nunca tentei, mas pensei em viver uma vida errante, ou simplesmente sair do país e começar tudo de novo. Mas algo me prende aqui, algo bom, muito bom.

Em 2010 eu pela primeira vez…

Vi um Beatle ao vivo.

Meu melhor dia de 2010

Essa é fácil: 08 de novembro de 2010. Paul McCartney no Estádio Beira Rio.

Meu pior dia de 2010

Não lembro. Não deve ter sido tão ruim assim. Muitas coisas ruins aconteceram, mas nada que afetasse tanto a ponto de arruinar um dia para sempre.

Minhas compras de 2010

Em 2010 consegui comprar duas coisas que estava querendo há tempos. Uma câmera fotográfica semi-profissional ou de modelo avançado (cumprindo um dos itens do projeto 101 coisas em 101 dias), uma Fuji Finepix S1800. E a outra compra foi a coleção completa da série Arquivo X. Um sonho.

Fuji Finepix S1800 Arquivo X a série completa

Minha música favorita em 2010

Em 2010 ouvi muito Paul McCartney, vi ele ao vivo e é mais do que natural que escolha um música do Sir para figurar nesse quesito.

[youtube1]FvoF050LUcU[/youtube1]

Meu show preferido de 2010

08/11/2010 – Paul McCartney Up and Coming Tour – Porto Alegre

Que foi também o melhor da minha vida.

Meu lugar preferido em 2010

Fui para muitos lugares nesse ano, todos bem aqui pertinho. Torres – no litoral gaúcho -, Bento Golçalves e Garibaldi – na Serra Gaúcha -, e Canela e Gramado no Natal Luz – também na Serra Gaúcha. E todos ao lado do Ju. Então todos eles foram preferidos.

Meu parceiro de 2010

Meu amor, sempre ele.

Juliano Cavalca

Meus livros favoritos em 2010

A Estrada Orgulho e Preconceito Os Homens Que Não Amavam as Mulheres

Meu site/blog preferido em 2010

Bibliophile, da querida Mi Müller.

Happy Batatinha, da querida Tábata Kotowiski.

Desafio Literário, o projeto literário mais bacana de 2010.

Meu filme preferido em 2010

Minha série favorita em 2010

E 2011?

No ano que chega tem muita coisa para acontecer. Desejo do fundo do meu coração muitas felicidades, saúde, prosperidade, amor... Enfim, que todos nós tenhamos um 2011 maravilhoso!!

Feliz 2011!

Um pouco mais de Paul McCartney

Paul McCartney em Porto Alegre

Paul McCartney em Porto Alegre é assunto pro resto da vida. Chorei, ri, dancei e cantei, tudo ao mesmo tempo. E ainda choro, ainda estou feliz e com gosto de quero mais.

Não é exagero quando digo que foi o show da minha vida, a melhor noite da minha vida. Estava lá, com Paul McCartney e com o Juliano. Não precisava de mais nada.

Sou eternamente agradecida ao Paul por aquela noite. E ele, provando ser o lorde que é, fazendo valer o título de  Sir ao qual foi condecorado por sua rainha, fez um vídeo lindo agradecendo ao público de Porto Alegre, Buenos Aires e São Paulo. Não pude conter as lágrimas mais uma vez. Paul nos emocionou de novo com seu carisma, simpatia, talento e devoção pela música.

Muito obrigada Paul, por tudo.

Paul McCartney – Up and Coming Tour

Ainda choro ao lembrar das três horas maravilhosas que vivi ontem. Paul McCartney fez um show inesquecível e mágico. No momento em que ele pôs os pés no palco comecei a chorar e desde então não parei mais. Valeu a pena passar o dia na fila, ficar exausta, porque no instante em que o show começou tudo se foi e só ficou alegria, emoção. Paul é simpático, humilde, engraçado e muito, mas muito talentoso. O espetáculo de ontem foi para a vida inteira.

Posso afirmar com certeza que minha vida está divida em antes e depois de  Paul McCartney em Porto Alegre. Foi um dos momentos mais lindos e felizes que já vivi ou que viverei, sem dúvida. Histórico. Agradeço ao Juliano por me proporcionar esse momento inesquecível.

É difícil expressar com palavras tudo o que senti (e outros milhares de gaúchos também). Foi simplesmente magnífico. Pensar que posso afirmar ter visto um dos Beatles ao vivo é sem igual. Beatles é minha banda preferida, desde muito cedo eu ouço as músicas sem parar. Esse foi um momento único.

Lenda viva, sim, ele é. E mostrou que gosta do que faz, sente prazer em tocar e o faz muito, mas muito bem. Empolgou todos que estiveram no estádio. A noite de ontem foi catártica. Pelo português e gauchês muito bem falado, pelas músicas e por Paul. Foram sorrisos e lágrimas ao mesmo tempo.

É difícil explicar o que aconteceu ontem. Das mais diversas reações eu tive o choro, o riso e a felicidade plena. Por estar ali, vendo um senhor de 68 anos tocar três horas com prazer e alegria estampados no rosto. O melhor moemnto do show? Das 21:09 (hora em que entrou no palco) até a meia noite, quando uma chuva de papéis verde  e amarelo transformou muitos (inclusive eu e o Ju) em crianças.

Paul McCartney mudou o mundo da música e o meu.

Muito obrigada Paul, por tudo.

Paul McCartney - Up and Coming Tour

Parabéns

Para Paul McCartney! O muso inspirador, o grande homem, lindo, charmoso e talentoso… 64 anos de pura música! E ele ainda está inteiraço. Esse é o aniversário sobre o qual ele cantou de forma tão memorável na música When I’m Sixty-Four (Quando eu tiver 64 Anos) no álbum que foi um marco dos Beatles, Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, de 1967. Paul McCartney[bb] não está “decadente” como previu a canção. Na realidade, continua jovial e criativo com a ajuda da filha de dois anos, Beatrice Milly. E continua a escrever músicas, apresentar-se publicamente e criar em outras mídias.O festejo foi ontem, mas ainda tá valendo, pois ontem não tinha tempo nem cabeça pra postar, foi minha prova do ingresso extravestibular da UFRGS. Um verdadeiro martírio. Mas ainda bem que existe nosso ex-Beatle pra alegrar nossas tardes de descanso pós prova horrí­vel de difí­cil. Um viva pra ele: VIVA!