Feliz Dia da Toalha

Hoje é dia de comemorar o item mais essencial de todo bom mochileiro das galáxias, e de todo nerd também. O Dia da Toalha, é celebrado como uma homenagem dos fãs ao autor da série O Guia do Mochileiro das Galáxias, o genial Douglas Adams. E eu como boa fã da saga e do autor estou aqui para prestar minha homenagem!

E para completar a celebração, uma lista com a resenha de todos os livros que eu li da série (só não tem o último, que foi lançado recentemente e é de outro autor!) e dos episódios da série de TV lançada nos anos oitenta na televisão britânica (IM-PER-DÍ-VEL!):

Os livros

A série de TV

Então Feliz Dia da Toalha pra você e aproveite para ler os livros, ver a série, o filme e até mesmo as resenhas aqui do blog.

Links Love #12

Tolkien e as mulheres

1. No blogueiras feministas tem um texto muito bom sobre  tipos femininos que se encontram e se distanciam, e que não são negativos nem ultrajantes na obra de Tolkien.

2.  Imagens de viajantes no tempo em discussão no Ceticismo Aberto.

3. O meu amigo e Historiador Chico Cougo escreveu um dossiê sobre a RBS e o jornalismo surreal.

4. Interessado em aprender Quenya, a maravilhosa língua dos elfos criada por Tolkien? A Feanari do Blá blá blá Aleatório conta como.

5. E o @cavalca fez um top 11 melhores séries de 2011. Super bacana.

Links Love #3

Cinemas abandonados

1. Eu adoro a série Fringe, uma das poucas séries atuais que dedico meu escasso tempo. E essa semana li Fringe e a Psicologia Analítica da Camila Picheth lá no Ligado em Série. Um ótimo texto para quem gosta da série e adora ir além da diversão.

2. No Box de Séries tem as 5 Piores ressacas das Séries de TV. Uma lista muito bacana.

3. A maquiadora Lisa Eldridge está contando um pouco da história da maquiagem em seu canal no Youtube e no seu site também.

4. No blog Garotas Nerds as gurias apresentam as ilustrações do dinamarquês Mads Peitersen, mostrando com criatividade a anatomia de alguns aparelhos usados por nós, nerds.

5. No Olha Só, de Ricardo Calil, tem um post sobre fotografias de 75 cinemas de rua abandonados nos Estados Unidos.

Buffy the Vampire Slayer

Buffy the Vampire Slayer
Buffy the Vampire Slayer

Depois que fiquei órfã de Dollhouse, nada mais natural do que procurar outra série do mesmo criador para tentar aplacar a tristeza. Então o Ju me iniciou no mundo de Buffy. A cultuada série de vampiros dos anos 90 e início dos 2000 fez minha cabeça. Estou completamente viciada – percebeu como eu sempre me vicio em tudo que Joss Whedon coloca seus dedinhos mágicos?

É bacana ver esse universo vampiresco de antes da super explosão de Crepúsculo e afins (neste grupo não está inserida a série True Blood da qual eu sou fã e possui uma qualidade infinitamente superior aos livros e filmes das crepusculetes). E mais bacana ainda é ver, em alguns episódios argumentos de séries atuais. Séries inteiras feitas a partir de coisas que rolaram em apenas um episódio de Buffy.

E é inevitável comparar Buffy com True Blood, afinal em ambas temos uma garota que se apaixona por um vampiro. Porém, as séries não são meras cópias ou um punhado de semelhanças. Em True Blood o romance entre Bill e Sookie é tórrido, cheio de cenas picantes. Ao passo que em Buffy o romance corre o risco de acabar (como acontece em um dado momento) se chegar “aos finalmente”.

É delicioso ver um episódio atrás do outro e ainda mais com personagens tão maravilhosos e únicos. Já sou apaixonada por Xander e Willow, os colegas de escola de Buffy que passam a ajudar na caçada.

Buenas, para resumir, a série trata da vida de Buffy, que foi escolhida como a caça vampiros e vai morar em Sunnydale, uma cidadezinha pacata que esconde grandes segredos (rá!) – ela fica na boca do inferno. Ou seja, todos os demônios, vampiros e seres sobrenaturais vão para lá fazer piquenique. Lá ela encontra em dois dos seus colegas de escola os seus mais fiéis aliados e o bibliotecário é seus guardião, enviado da Inglaterra para protegê-la, ensiná-la e ajudá-la na árdua tarefa de se livrar de todos tipo de demônio.

Enfim, mais um vício, mais um drama daqui alguns meses (ou quem sabe semanas) quando eu terminar de assistir a season finale.

Ranking – Janeiro 2010

Dollhouse - Epitaph 2: Return
Dollhouse - Epitaph 2: Return

A Sociedade dos Blogs de Séries promove todos os meses um ranking com as notas notas de 0 a 10 (valendo meio ponto) dadas pelos participantes para os episódio exibidos nos Estados Unidos no mês. Cada participante envia a lista dos episódios que assistiu e a respectiva nota para cada um deles. Segue a minha lista para o mês de Janeiro de 2010:

30 Rock – 4×09 – Klaus and Greta – 7,5
30 Rock – 4×09 – Black Light Attack! – 7,0

Chuck – 3×01 – Chuck Versus the Pink Slip – 8,5
Chuck – 3×02 – Chuck Versus the Three Words – 8,5
Chuck – 3×03 – Chuck Versus the Angel de la Muerte – 9,0
Chuck – 3×04 – Chuck Versus Operation Awesome – 9,0
Chuck – 3×05 – Chuck Versus First Class – 9,0
Chuck – 3×06 – Chuck Versus Nacho Sampler – 8,5

Dollhouse – 2×11 – Getting Closer – 9,0
Dollhouse – 2×12 – The Hollow Men – 8,5
Dollhouse – 2×13 – Epitaph 2: Return – 9,5

How I Met Your Mother – 5×12 – Girls Vs. Suits – 8,0
How I Met Your Mother – 5×13 – Jenkins – 8,5

Human Target – 1×01 – Pilot – 7,5

Modern Family – 1×11 – Up All Night – 7,5
Modern Family – 1×12 – Not in My House – 7,0
Modern Family – 1×13 – Fifteen Percent – 8,0

The Big Bang Theory – 3×12 – The Psychic Vortex – 8,0
The Big Bang Theory – 3×13 – The Bozeman Reaction – 8,0

The Office – 6×14 – The Banker – 7,5