Update felino parte 3: meet Merida

Oi, eu sou a Merida.

A vida não está fácil pra ninguém. O ano de 2016 não está sendo fácil. Nesse cenário de desesperança eu estava um pouco desesperada e perdida. Tranquila com a vida pessoal e profissional, mas desesperada e perdida com todo o resto. Aí uma única bomba no trabalho no dia 15 de dezembro me fez precisar ainda mais de um quentinho no coração.

E antes que alguém me critique, já aviso que sim, eu sei que o que eu fiz foi um pouco irresponsável e que não pode ser usado para compensar uma coisa ruim da vida da gente. Mas eu estava realmente precisando e resolvi fazer mesmo assim, porque eu sabia que teria condições de bancar uma decisão que, apesar de impulsiva, feita de coração.

Então, chega de mistério? Que eu fiz que parece assim tão absurdo? Lembra que eu tenho cinco gatos? Não? Então assiste o vídeo no qual que apresento cada um deles e me conta o que achou do meus filhotes… Então, agora não são cinco, são seis. Eu saí da escola em que leciono à tarde e no intervalo entre uma escola e outra eu fui encontrar uma colega no shopping que fica no caminho entre elas pra colocar minha mente num lugar de alienação mesmo e esquecer que as pessoas podem ser muito escrotas. E nesse ínterim eu passei em frente a vitrine da pet que tem por lá. E eis que cinco filhotinhos felinos lindos estavam aguardando adoção. Fiquei encantada com eles, mas passei reto pra não cair em tentação.

É claro que na segunda vez que passei por ali eu tive que entrar – mencionei que a tal pet fica bem na entrada do shopping? Ou seja, passei na hora de entrar e na de sair. E depois de entrar eu tive de pegar a coisinha pequenininha, magricela e pançudinha de vermes no colo. Aí não teve jeito, do colo pra uma caixinha a caminho de casa foi um piscar de olhos. E agora essa coisinha está na minha casa, já tem nome – Merida – e está aprontando todas, recebendo muito amor e alguns fuuusss do mano Salém que não ficou muito contente com a novidade.

Seis, isso mesmo, seis gatos em um apartamento (devidamente telado, claro). Parece muito, e é. Mas amor, comida, água, areia limpa, arranhador e bons tratos não faltam. Eu estou apaixonada, e esse era o quentinho no coração que eu estava precisando. E ela também estava precisando de um quentinho (um tanto mais literal) e encontrou um lar cheio de amor.9

0 comentários Comentário via blog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge